Publicidade

Volkswagen Multivan Life eHybrid. Ainda há espaço para monovolumes

Texto: Carlos Moura
Data: 21 de Julho, 2023

Apesar de ser uma espécie em vias de extinção ainda há espaço no mercado para os monovolumes e a Volkswagen continua presente no segmento com a Multivan de sete lugares, aproveitando a falta de comparência da concorrência. A versão de entrada no nosso país é a Life, que pode ser associada à motorização eHybrid com 218 cv.  

Enquanto outras marcas optaram por abandonar o segmento dos monovolumes ou MPV, tendo substituído as suas propostas por outras do tipo SUV, sendo a Renault e a Citroën casos paradigmáticos, a Volkswagen preferiu manter a sua oferta neste domínio com a Multivan. 

Beneficiando da falta de comparência da concorrência, aquele modelo tem registado uma procura significativa, não só de empresas, mas também de particulares, o que indicia que ainda há algum espaço no mercado para os monovolumes

Apesar do formato da carroçaria, que faz lembrar uma Transporter, a Multivan foi desenvolvida exclusivamente como um modelo de passageiros, a partir da plataforma MQB, que é a mesma do Golf, mas numa configuração maior com uma distância entre-eixos de 3,12 metros e um comprimento exterior, na variante de chassis curto, de 4,98 metros. Ainda existe uma versão longa, com 5,17 metros. 

Em termos de carroçaria, a Multivan consiste na fusão entre um monovolume clássico e um furgão de passageiros, dirigindo-se a utilizadores que necessitam de um veículo que combine uma maior lotação com um espaço generoso e versatilidade.   

Versão Life

Com os seus sete lugares distribuídos por três filas, numa configuração 2+2+3, e acessibilidade garantida por duas portas laterais com comando elétrico (junto às portas e na frente), a Multivan oferece um amplo espaço a bordo, sendo este um dos seus fortes argumentos.

Outro deles consiste na modularidade que se deve à possibilidade de movimentação dos assentos em função das necessidades com recurso a um sistema de calhas, permitindo aumentar a capacidade da bagageira de 469 litros com todos os bancos em posição normal até uns impressionantes 3762 litros, sendo maior do que muitos SUV.

A Multivan oferece ainda a possibilidade de retirar com relativamente facilidade os bancos individuais da segunda e da terceira filas, já que pesam entre 23 kg e 29 kg (dependendo da especificação), sendo até 25% mais leves do que no modelo anterior.

As versões mais equipadas da Multivan, Style, dispõem de uma consola central multifunções que pode ser movimentada ao longo do habitáculo, podendo recuar até à fila do meio, podendo ser transformada numa mesa. Isso, porém, não acontece no nível de entrada em Portugal, Life, que aposta numa relação equipamento / preço mais competitiva.

Mesmo assim, a dotação de série não deixa de ser interessante em termos de conforto, não faltando o ar condicionado com saídas e comandos independentes para lugares da frente ou compartimento dos passageiros, o tecto panorâmico fixo, a câmara traseira, os sensores de estacionamento, o assistente de manutenção na faixa de rodagem, o cruise-control, sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, entre outros.

Tecnologia

Como já vem sendo habitual nos modelos da Volkswagen, a Multivan recebe um painel de bordo moderno e ergonómico com instrumentação digital, que na versão Life com motorização eHybrid é o Digital Cockpit Pro com ecrã de 10,25”. A consola central possui um segundo ecrã tátil de 10” com o sistema de informação “Ready 2 Discover”, que permite aceder ao telefone, após emparelhamento por Bluetooth, ao rádio, às funções do veículo (autonomia elétrica, fluxo de energia, dados da condução, entre outros).

A qualidade dos materiais e o rigor da montagem estão acima de qualquer suspeita, enquanto a apresentação é igualmente cuidada, acentuada pelo friso decorativo “Dark Silver Brushing”.

À semelhança de outros modelos da marca, a maioria dos controlos foi projetada como teclas e botões de toque digital. Os comandos tradicionais das luzes deram lugar ao painel tátil “Light & Sight”, situado à esquerda do volante. 

Por outro lado, os comandos do ar condicionado automático, do estacionamento assistido, dos sistemas de assistência à condução ou do veículo estão localizados numa superfície tátil por baixo do ecrã do sistema de infoentretenimento, mas funcionam em associação com este último. Esta solução está longe de ser prática para algumas funções como a regulação da climatização.

A seleção dos programas de condução da caixa de velocidades de dupla embraiagem é efetuada através de um pequeno comando, localizado no painel de bordo. 

Motorização eHybrid

A Volkswagen Multivan está disponível numa motorização híbrida plug-in, denominada eHybrid, que combina um motor turbo a gasolina de 1,4 litros com 150 cv com um motor elétrico de 116 cv, desenvolvendo uma potência combinada de 218 cv, transmitida às rodas dianteiras por uma caixa de dupla embraiagem, a qual foi desenvolvida especificamente para a linha motriz híbrida plug-in.

O sistema compreende ainda uma bateria de iões de lítio com capacidade total de 13 kWh e útil de 10,4 kWh, que oferece uma autonomia anunciada de até 51 km em ciclo WLTP. Para recuperar capacidade da bateria existe a possibilidade de carregamento numa tomada doméstica (2,3 kW) ou numa wallbox de 3,6 kW.

Para iniciar a marcha da Multivan eHybrid basta carregar no botão de ignição e no seletor do modo de condução e desde que tenha carga na bateria, o arranque é sempre feito em modo elétrico. Apesar de um peso em vazio de quase 2,3 toneladas, a capacidade de aceleração impressiona, conseguindo ir dos 0 aos 100 km/h em 11 segundos. 

A bateria permite percorrer até 49 quilómetros, entrando depois em funcionamento o motor de combustão – ou quando se atinge uma velocidade de 140 km/h.

Condução agradável 

Apesar dos quase cinco metros de comprimento, a Multivan eHybrid oferece uma condução agradável. A direção revelou-se muito bem assistida, com bom tacto e bem desmultiplicada. O raio de viragem é relativamente curto, facilitando as manobras. A câmara traseira também constitui uma ajuda preciosa neste capítulo.

O comportamento dinâmico manifestou-se bastante previsível, incluindo em curva. Como a bateria está colocada sobre o piso garantiu-se uma boa distribuição de peso e um baixo centro de gravidade. Como também seria expectável devido à volumetria, a carroçaria pode adornar um pouco em situações limite devido à volumetria, mas os sistemas eletrónicos estão lá para ajudar a corrigir.

Para facilitar a condução, o MPV da Volkswagen conta com vários sistemas de assistência, destacando-se o cruise control, o assistente de colisão frontal, o assistente de manutenção da faixa de rodagem e o reconhecimento de sinais de trânsito. 

Em termos de consumo, o computador de bordo indicou uma média de 4,1 litros e 9,4 kWh nos primeiros cem quilómetros. Para distâncias superiores, este valor pode atingir os 6,4 l/100 km, sendo recomendável e sempre que possível carregar a bateria, com vantagens para o ambiente e para o orçamento familiar.

LEIA TAMBÉM
Já o conduzimos. Citroën C5 X chega no verão com motores PHEV e gasolina

bateria também pode ser carregada em andamento, funcionando o motor de combustão como gerador, para ter carga na bateria para circular numa zona de emissões zero, mas essa solução faz elevar o consumo para uma média de aproximadamente 10,0 l/100 km.

Veredicto

Disponível a partir de 46.656 euros, Multivan Life eHybrid garante baixos custos de utilização, desde que o utilizador tenha a preocupação de carregar a bateria sempre que possível, sendo possível percorrer até 41 km com emissões zero. Com a bateria descarregada e graças ao sistema de regeneração de energia é possível alcançar um consumo médio de 6,1 l/100 km, o que está longe de ser escandaloso.

Para quem tem de percorrer muitos quilómetros em autoestrada oferece a vantagem adicional de ter sido homologada como Classe 1, mas com Via Verde, poupando nos custos das viagens.

Volkswagen Multivan Life eHybrid

Preço 46.656€

Motor Gasolina 4 cil, 1395 cc + elétrico
Potência 218 cv (150 cv + 116 cv)
Binário 350 Nm
Transmissão Dianteira, Auto., 6 vel.
Peso 2163 kg
Comp./Larg./Alt. 4,97/1,94/1,91 m
Dist. entre eixos 3,12 m
Mala 469 – 3762 l
Desempenho 7,8 s 0-100 km/h; 233 km/h Vel. Máx.
Consumo 1,9 (6,1*) l/100 km
Emissões 41 g/km

* Medições Turbo

GOSTÁMOS

– Habitabilidade
– Modularidade
– Espaço

NÃO GOSTÁMOS

– Bagageira curta
– Autonomia elétrica
– Comandos climatização