Mobieco

Publicidade

Mercedes-Benz EQS SUV. Topo de gama elétrico com sete lugares

Texto: Carlos Moura
Data: 25 de Abril, 2022

O novo topo de gama da família de veículos elétricos da marca alemã é o Mercedes-Benz EQS SUV que irá fazer frente ao Audi E-Tron e ao BMW iX quando chegar ao mercado no final deste ano.  

No ano passado, a Mercedes-Benz apresentou ao mundo o seu primeiro veículo elétrico moderno, o EQS, construído a partir de uma arquitetura elétrica específica. 

Esta berlina aerodinâmica e luxuosa é baseada na plataforma modular EVA2, que está preparada para receber configurações de um só motor elétrico e tração traseira ou dois motores elétricos e tração integral.

Mercedes-Benz EQS SUV disponível com sete lugares

A linha de tração elétrica inclui em todos estes modelos uma bateria de 107,8 kWh – a mesma utilizada na berlina EQS – montada no subchassis para dotar este SUV luxuoso com um piso quase todo plano e o centro de gravidade mais baixo de qualquer SUV, segundo reivindica a marca de Estugarda.

Com um comprimento de 5,13 metros, uma largura de 1,96 metros e uma altura de 1,72 metros, o EQS SUV é 8,2 cm mais curto do que o Mercedes-Benz GLS, 3 mm mais largo e 10,5 cm mais baixo. A distância entre-eixos também é 7,5 cm mais longa, com 3,21 metros, sendo igual ao da berlina EQS.

As linhas exteriores apresentam as superfícies suaves estreadas há três anos no SUV Mercedes-Benz EQC e que foram transpostas para as recentes berlinas EQS e EQE.

Os principais elementos de estilo incluem uma grelha dianteira escura que se prolonga para a parte inferior do pára-choques dianteiro, grupos óticos angulares em LED e uma barra luminosa horizontal em LED, que permite associar a imagem deste modelo aos restantes modelos da família EQ.

Autonomia superior a 500 km

O Mercedes-Benz EQS SUV estará disponível em três motorizações. A versão de entrada é o EQS 450+, com um único motor e tração traseira, seguindo-se o EQS 450 4MATIC com dois motores elétricos e tração integral, e o EQS 580 4MATIC, também com dois motores elétricos e tração integral. As duas primeiras propostas oferecem a mesma potência de 265 kW, mas um binário diferente, de 568 Nm e 800 Nm. A versão de topo anuncia 400 kW de potência e 858 Nm de binário.

O consumo de energia anunciado da versão de entrada é 23,0 kW/100 km e de 24,0 kW/100 km nos restantes casos, o que deverá possibilitar uma autonomia de até 536 km ou 507 km, respetivamente.

A versão de topo EQS SUV 580 recebe o ecrã Hyperscreen com uma superfície total de 1.41 metros

A bateria pode recuperar entre 10 a 80% da sua capacidade num posto ultrarrápido de 200 kW em cerca de 31 minutos.

O condutor tem à sua disposição três níveis diferentes de recuperação de energia: D+, D e D-. O utilizador também pode selecionar uma configuração adaptativa, denominada D-Auto, que altera constantemente a regeneração em função das condições de condução. 

O Mercedes-Benz EQS SUV oferece quatro modos de condução: Eco, Comfort, Sport e Off-Road. Neste último, os parâmetros do sistema de controlo de tração, do anti-bloqueio dos travões, do regulação da velocidade em descida, assim como mapeamento do acelerador, são programados para que o EQS SUV se possa aventurar em maus caminhos.

Sete lugares

O habitáculo recebe um painel de instrumentos digital de 12,3” e um ecrã tátil do sistema de infoentretenimento de 12,8”. A versão EQS 580 conta com Hyperscreen, operado por por um processador de oito core com 24 gigabytes de RAM. Com uma largura de 1,41 metros, inclui um painel de instrumentos de 12,3”, um ecrã central de 17,7” do sistema de infoentretenimento e um ecrã do passageiro dianteiro de 12,3”. Tudo numa única superfície.

LEIA TAMBÉM
A anunciar um ambiente deslumbrante. Mercedes-Benz mostra interior do EQS

O sistema operativo MBUX suporta comandos de voz através da saudação “Olá Mercedes” e também pode receber atualizações de software sem fios. Está disponível em opção ainda um head-up display com navegação em realidade aumentada.

Uma terceira fila opcional permite aumentar a lotação para sete ocupantes. Nesta configuração, a capacidade da bagageira é de apenas 195 litros.