Publicidade

Acumula com a Bugatti. Stephan Winkelmann está de regresso à Lamborghini

Texto: Redação
Data: 19 de Novembro, 2020

Depois dos rumores, eis que surge a confirmação: Stephan Winkelmann, presidente da Bugatti, vai assumir a liderança de mais uma marca do Grupo Volkswagen, a Lamborghini.

Depois da saída de Stefano Domenicalli, que deixou o cargo de CEO da Lamborghini para regressar à Fórmula 1, eis que o Grupo Volkswagen opta por acabar, neste caso, com a separação total entre marcas do mesmo grupo. Nomeadamente, entregando a liderança da marca de Sant’Agata Bolognese a um responsável de outra marca – Stephan Winkelmann, presidente da Bugatti.

Segundo revela o maior construtor automóvel europeu, Winkelmann passará a acumular, já  a partir do próximo dia 1 de dezembro, a liderança da Bugatti, com o cargo de responsável máximo da Lamborghini.

LEIA TAMBÉM
Huracán STO. O Lamborghini Super Trofeo… que também pode usar na semana

Importa, no entanto, também recordar que, esta última, não será propriamente uma novidade para o alemão, o qual já liderou a Lamborghini durante um longo período, entre 2005 e 2016.

Em março de 2016, Winkelmann assumiu a direcção executiva da Audi Sport, tendo o seu lugar, na marca italiana, sido entregue a Domenicalli.

Stephan Winkelmann reassume a liderança da Lamborghini, depois de ter deixado a marca em 2016
Stephan Winkelmann reassume a liderança da Lamborghini, depois de ter deixado a marca em 2016

O alemão, que começou a sua carreira no sector automóvel na Fiat, desempenhando as funções de CEO nas representações da marca italiana na Áustria, Suíça e Alemanha, acabou, no entanto, não estando mais de dois anos na Audi Sport e, em janeiro de 2018, voltaria a mudar de marca, dentro do grupo alemão.

Desta feita, Stephan Winkelman seria convidado para assumir a presidência da Bugatti, cargo que manteve até hoje. E que, a partir de 1 de dezembro, passará a acumular com a presidência da sua bem-conhecida Lamborghini.

Stefano Domenicalli esteve quatro anos à frente da Lamborghini
Stefano Domenicalli esteve quatro anos à frente da Lamborghini

Em declarações, no momento da saída, o presidente cessante, Stefano Domenicalli, veio já “agradecer a todos os funcionários pelo seu excelente trabalho e paixão pela Lamborghini”, afirmando-se “orgulhoso desta excelente equipa e agradecido por ter feito parte dela, durante os últimos quatro anos”.

Já Marcus Duesmann, Chairman do Conselho de Administração da Audi, marca que, dentro do próprio grupo Volkswagen, tem a Lamborghini na sua dependência, afirmou, “em nome de todo o Conselho de Administração da Audi“, que “gostaria de agradecer a Stefano Domenicalli pelas suas impressionantes conquistas e dedicação à Lamborghini. Ao longo dos últimos quatro anos, ele não só liderou a transformação da marca, como levou-a mais além”. Pelo que, “desejamos-lhe muito sucesso, no seu novo papel, como CEO da Fórmula 1”.