Publicidade

Com preços e previsões. Opel apresenta o novo e eletrificado Frontera

Texto: Francisco Cruz
Data: 14 de Maio, 2024

Recuperação de um nome com história na marca do relâmpago, a Opel acaba de desvendar o novo Frontera. Proposta que, nesta nova interpretação, adopta as formas de um SUV de sete lugares, com elevadas doses de flexibilidade e espaço, mas também eletrificado. Chega em 2025.

Desvendado pelo CEO da marca alemã, Florian Huettl, em Istambul, na Turquia, o novo Opel Frontera anuncia-se não apenas com um novo design, particularmente marcante, e que integra todos os novos predicados estéticos da marca, como é o caso do emblema Blitz ou do Opel Vizor, lado-a-lado com guarda-lamas e embaladeiras proeminentes, além de um pilar C a exaltar o carácter robusto do modelo.

O novo Frontera junto do Vice-Presidente para o Design da Opel, Mark Adams
O novo Frontera junto do Vice-Presidente para o Design da Opel, Mark Adams

Já no interior, a promessa de um volante de novo design e dois ecrãs panorâmicos de 10 polegadas, conjugadas com funcionalidades várias, entre as quais uma nova estação para smartphone, ao mesmo tempo que, no capítulo do conforto, novos bancos dianteiros de tecnologia patenteada ‘Intelli-Seats’ sobressaem num interior com, não duas, mas três filas de bancos.

Anunciado com dois níveis de equipamento, Frontera e Fronteira GS, a Opel promete ainda uma versão de entrada “amplamente equipada”, ainda que apenas a versão GS tenha garantida a presença, de série, de sistemas como o infotainment multimedia com um ecrã tátil a cores de 10 polegadas e navegação, além da uma câmara de visão traseira. 

O novo Opel Frontera será proposto com cinco e sete lugares
O novo Opel Frontera será proposto com cinco e sete lugares

Em termos de espaço de carga, uma bagageira para a qual a Opel reivindica uma capacidade de 450 litros, mas que, com os bancos rebatidos, pode chegar aos 1600 litros. Sendo que o Frontera pode vir, igualmente, equipado com barras de tejadilho suficientemente fortes (suportam até 240 kg) para aí instalar uma tenda com escada de acesso feita à medida.

Eletrificado, pois claro! 

Quanto a motorizações, a Opel anuncia para o novo Frontera dois tipos de propulsão, a começar num trem de força Mild Hybrid com tecnologia de 48V, com base num motor turbo a gasolina de 1,2 litros com 100 cv de potência, apoiado por um motor elétrico de 28 cv e uma transmissão de dupla embraiagem e seis velocidades eletrificada.

LEIA TAMBÉM
Fica o nome. Opel divulga imagens oficiais do novo Frontera

A somar esta solução, uma motorização 100% elétrica, com dois patamares de autonomia, a menos ambiciosa e que primeiro chegará ao mercado, a prometer cerca de 300 km com uma só carga, enquanto a chamada ‘Long Range‘ deverá anunciar-se com um acréscimo de 100 km face à anterior. Ou seja, 400 km ao todo.

24 000€… na Alemanha

Embora, para já, sem preços conhecidos para Portugal, a Opel não deixou de divulgar, em Istambul, os valores com que pensa comercializar este Frontera, já a partir do próximo ano, na Alemanha.

Opel Frontera
Opel Frontera

Assim e segundo divulga o site Automotive News Europe, o novo SUV, que também terá por missão fazer esquecer o atual Crossland, deverá ostentar um preço de entrada, naquela que é a versão Mild Hybrid, de 24 000€.

Já no caso das variantes elétricas, a Opel divulgou o preço apenas da versão com menor autonomia, para a qual fixou um valor de entrada de 29 000€. Preço que, diga-se, consegue ser mais baixo que o do mais pequeno e também elétrico Mokka, que na Alemanha custa, atualmente, 35 000€.