Publicidade

Fica o nome. Opel divulga imagens oficiais do novo Frontera

Texto: Carlos Moura
Data: 9 de Abril, 2024

A Opel revelou as primeiras imagens oficiais do novo SUV Frontera, que estará disponível numa versão elétrica ou com tecnologia híbrida suave de 48V. Este modelo é o primeiro de série a apresentar o novo emblema “Blitz” da marca alemã.

Após algumas fugas (autorizadas ou não), a Opel acaba de revelar as primeiras imagens oficiais do novo Frontera, que do anterior modelo de todo-o-terreno baseado no Isuzu Trooper, manteve apenas o nome.

Segundo reivindica a Opel, o novo Frontera passou a ser um SUV “espaçoso e divertido” que também estará disponível numa versão elétrica desde o lançamento, podendo os clientes, no entanto, optar por variantes com tecnologia híbrida suave de 48V.

O novo Frontera adota a mais recente linguagem de design da Opel, destacando-se o novo emblema “Blitz” da marca alemã, que faz a sua estreia num modelo de série e está colocado no centro do Opel Vizor preto. Este último confere à frente do Frontera uma identidade única e integra os faróis Eco LED com máximos automáticos e o Opel Blitz central. 

Silhueta frontal vertical

O Vizor é suportado por uma abertura de arrefecimento trapezoidal no terço inferior e realça a postura sólida e robusta do automóvel. A conhecida “assinatura em asa” da Opel brilha numa interpretação moderna com três blocos de iluminação separados por inserções na cor da carroçaria.

A silhueta frontal vertical e as proporções dianteiras únicas do novo Frontera combinam um volume de habitáculo funcional e espaçoso. Por sua vez, a vista lateral revela um pilar C distinto, que divide visualmente o espaçoso habitáculo. 

Por outro lado, as cavas das rodas e os guarda-lamas pronunciados posicionam o automóvel firmemente na estrada, ao mesmo tempo que conferem ao recém-chegado modelo um aspeto sólido e moderno. 

Estação de smartphone

O design moderno estende-se ao interior do Frontera. As amplas decorações horizontais no painel de instrumentos e nas portas alargam visualmente o habitáculo já de si arejado. O interior ecebe  o típico cockpit Pure Panel totalmente digital da Opel, com dois ecrãs de 10 polegadas e sistema de infoentretenimento Multimedia, 

A Opel diz que segue consistentemente a filosofia de máximo conforto com o mínimo de distração, com uma experiência de utilizador depurada e desintoxicada para evitar qualquer forma de stress digital.

Para quem prefere utilizar o seu próprio dispositivo móvel, o Opel Frontera disponibiliza, em opção, a inovadora estação de smartphone. Depois de se ligar à estação através de uma aplicação dedicada, o smartphone do utilizador torna-se o painel de controlo de infoentretenimento do veículo, interagindo também com os botões do volante. 

Bancos com Intelli-Seat

Em termos de conforto dos ocupantes dos lugares da frente, o Frontera dispõe de bancos com a funcionalidade patenteada Intelli-Seat – uma ranhura que alivia a pressão sobre o cóccix. A Opel garante que os bancos não são apenas extremamente trabalhados e esculpidos, mas são também apelativos graças ao contraste das costuras. Os tecidos dos bancos estão também disponíveis num material reciclado totalmente sustentável.

Entre as outras funcionalidades que se podem encontrar no habitáculoi destaque para carregador sem fios refrigerado e duas portas USB disponíveis à frente e mais duas portas USB disponíveis na segunda fila. 

LEIA TAMBÉM
Abram alas! Opel recupera Frontera… como SUV elétrico

Os dispositivos de maiores dimensões que normalmente não caberiam no habitáculo, como os tablets, podem ser guardados em segurança na consola central graças a uma correia flexível que os mantém no lugar. 

Outras áreas de arrumação abertas no habitáculo podem acomodar objetos de uso diário, com um revestimento de borracha que evita que chocalhem e deslizem. Os passageiros da segunda fila podem tirar partido das bolsas para smartphone integradas nos encostos dos bancos dianteiros.

Configuração específica de chassis

Espaço de carga generoso é um dos argumentos do Frontera, que disponibiliza uma bagageira com mais de 460 litros de espaço na bagageira, com os bancos traseiros em posição normal, aumentando até aos 1600 litros com o rebatimento.

A versatilidade adicional é assegurada pela repartição assimétrica (60:40) dos bancos traseiros, existindo ainda um segundo piso de carga de série.

Quanto à linha motriz, o Frontera será proposto numa versão puramente elétrica a bateria, mas também estarão disponíveis motorizações a gasolina com tecnologia híbrida de 48 volts. 

Independentemente do sistema de propulsão eleito, o condutor pode contar com um elevado nível de prazer de condução graças à configuração específica do chassis. Os engenheiros de Rüsselsheim prestaram grande atenção à otimização do controlo da carroçaria e à obtenção de caraterísticas de condução tipicamente Opel, mesmo para as viagens a alta velocidade nas autoestrada germânicas.