Mobiecobmw concept i4

Publicidade

Já em 2023. BMW quer aumentar peso dos elétricos de 8 para 20%

Texto: Redação
Data: 29 de Dezembro, 2020

Numa altura em que a marca alemã caminha rumo à Mobilidade Elétrica, é o próprio CEO da BMW, Oliver Zipse, quem assume, publicamente, a necessidade de acelerar a transição, fixando metas ainda mais ambiciosas. As quais começam, desde já, na exigência de elevar o peso dos modelos elétricos, nas vendas do construtor, dos atuais 8%, para 20%, já em 2023.

Falando, em entrevista, ao jornal alemão Augsburger Allgemeine, o CEO da BMW, Oliver Zipse, revela que “estamos a aumentar significativamente o número de veículos elétricos”, sendo que, “entre 2021 e 2023, esperamos, neste momento, conseguir fabricar mais 250 mil carros elétricos, do que o inicialmente previsto”.

Contudo, Zipse também recorda que, para que a BMW consiga atingir as suas metas, em termos de veículos elétricos, será necessário que exista, igualmente, um reforço da infraestrutura de carregamento.

Oliver Zipse e um dos próximos elétricos da marca, o BMW i4 Concept

“Na verdade, será preciso que sejam instalados, já a partir de hoje e a cada semana, mais 15 mil postos de carregamento privados e cerca de mais 1.300 públicos. Ora, infelizmente, estamos muito longe disso”, comentou o mesmo responsável, já em declarações à Reuters.

Nesta altura, importa recordar que o BMW tem, neste momento, previsto lançar mais dois modelos 100% elétricos, em 2021. A começar, pelo sedan i4, a que deverá seguir-se, já perto do final do ano, o SUV iX.

De resto e sobre este último modelo, trata-se de um SUV de dimensões generosas, semelhantes às do X5, também conhecido, até aqui, por iNext, e que pretende ser um rival directo do Mercedes-Benz EQC e do Audi e-tron.

LEIA TAMBÉM
BMW iX. SUV elétrico cumpre testes finais de inverno no Cabo Norte

Segundo as informações já conhecidas, o modelo contará com um pack de baterias de 100 kWh, a permitir autonomias na ordem dos 480 quilómetros, impulsionado por dois motores elétricos a garantirem, em conjunto, 503 cv de potência, além de uma capacidade de aceleração dos 0 aos 100 km/h em menos de cinco segundos.

Quanto ao BMW i4, trata-se de um sedan com mira apontada ao Tesla Model 3, e que, graças a uma base técnica semelhante à do iX, deverá ostentar, por exemplo, uma potência máxima a rondar os 530 cv.