Publicidade

Renovado DS 7 Crossback passa simplesmente a DS 7

Texto: Carlos Moura
Data: 27 de Junho, 2022

A DS Automobiles renovou o DS 7 Crossback que passa a ser designado simplesmente por DS 7. O design exterior e interior foi atualizado, enquanto o sistema de infoentretenimento é novo.

A DS Automobiles renovou o seu primeiro modelo premium, apresentado em 2017, que perde a designação Crossback e passa simplesmente a ser designado como DS 7. O estilo deste modelo apresenta algumas alterações significativas, quer à frente, quer atrás.

As linhas são mais definidas e estruturais, mantendo, no entanto, um design muito coerente. A secção dianteira apresenta traços mais pronunciados para criar um equilíbrio entre cada elemento. A assinatura luminosa possui um visual ainda mais expressivo, graças à combinação dos faróis mais finos DS Pixel LED Vision 3.0 e as luzes de circulação diurna DS Light Veil, que segundo a marca, são mais contínuas e acompanham o espírito da alta costura. A grelha, por sua vez, também é maior.

DS 7

As luzes traseiras em LED mais final foram redesenhadas por um efeito vortex e possuem acabamento metalizado, sublinhando o caráter do novo DS. A tampa da bagageira também foi sujeita a uma intervenção, apresentando linhas mais pronunciadas.

As jantes também desempenham o seu papel no perfil do DS 7, estando disponíveis duas novas opções de 19”, Edinburgh e Silverstone, assim como as novas Brooklyn de 21”.

Novas cores interiores

O interior do DS 7 também mereceu uma atenção especial por parte da equipa de design da marca premium francesa que se traduziu na aplicação de materiais de qualidade e sofisticados.

O nível de equipamento Opera é proposto em dois revestimentos em pele Nappa: Basalt Black e Pearl Grey. Estes materiais também estão presentes no painel de bordo e nos painéis das portas. O ambiente de requinte é reforçado com linhas que fazem lembrar a assinatura DS Light Veil.

O cuidado com os pormenores também é demonstrado com as costuras em pérola incluídas nas novas cores White e Zephyr ou no volante em pele. O nível de equipamento Rivoli recebe um ambiente interior Basalt Black em combinação com revestimentos Claudia Leather.  

Nova versão de 360 cv

No capítulo mecânico, o DS 7 é proposto em várias motorizações com baixos níveis de emissões, destacando-se três propostas híbridas plug-in com potências de 225 cv, 300 cv e 360 cv.

O novo DS 7 E-Tense 225 combina um motor a gasolina PureTech de 180 cv com um motor elétrico de 100 cv, sendo a gestão efetuada por uma caixa automática de oito velocidades, que transmite a potência às rodas dianteiras. 

Os novos DS 7 E-Tense 4×4 300 e DS 7 E-Tense 4×4 360 possuem tração integral e uma linha motriz constituída por um motor PureTech 200 e dois motores elétricos de 110 cv e 112 cv. 

A versão E-Tense 4×4 360 foi preparada pela DS Performance da Fórmula E. Entre as novidades destaque para a aplicação Energy Coach que auxilia o condutor através da supervisão das fases de travagem, para melhorar a recuperação de energia. 

O chassis foi rebaixado em 15 milímetros, as vias são mais largas (24 mm à frente e 10 mm atrás) e os travões dianteiros contam com discos de 380 milímetros de diâmetro com pinças da DS Performance. As novas jantes Brooklyn de 21 polegadas são adicionadas à nova cor Cinzento Lacquered, cujo tom de pérola sublinha as linhas do DS 7 E-Tense 4×4 360. A aceleração dos 0 aos 100 km/h é feita em 5,6 segundos e os 1.000 metros são atingidos em 25,4 segundos.

Mais autonomia elétrica

As versões híbridas plug-in estão dotadas com uma bateria de 14,2 kWh que permite efetuar até 65 quilómetros em modo elétrico em ciclo combinado WLTP, podendo chegar a 81 quilómetros em circuito urbano. Para recuperar a capacidade da bateria são necessárias duas horas num carregador de 7,4 kW.

A oferta compreende ainda um propulsor diesel BlueHDi de 130 cv na Europa, enquanto noutros mercados também se encontram disponíveis motores a gasolina PureTech com 130 cv, 215 cv e 225 cv.

DS Iris System

Igualmente novo é o sistema de infoentretenimento DS Iris System que oferece uma interface totalmente renovada, configurável e suportada por reconhecimento de voz natural.

O ecrã tátil de 12” foi redesenhado e apresenta um menu composto por widgets, permitindo aceder a todas as suas funções com um único movimento: para controlar a navegação conectada, a ventilação, as fontes de áudio digital e a informação de viagem. Este ecrã permite também a visualização da frente e da retaguarda, proporcionada por novas câmaras digitais de alta resolução, e ainda o acesso à função Mirror Screen via wi-fi. 

LEIA TAMBÉM
Ao serviço da Presidência de França. DS apresenta o novo DS 7 Crossback Élysée

O painel de instrumentos digital de 12” também é novo e os seus ecrãs podem ser alterados e personalizado. Toda a informação vital, como o fluxo de energia nas versões híbridas plug-in, conta com gráficos renovados.

Amortecimento inovador

O novo DS 7 estreia o sistema DS Active Scan Suspension que recorre a câmaras para ajustar o a amortecimento de cada roda de forma independente, de acordo com as imperfeições na faixa de rodagem.

Este modelo também recebe o DS Night Vision que utiliza uma câmara de infravermelhos para analisar a faixa de rodagem e as suas lateraiscom o objetivo de detetar ciclistas, peões e animais a distâncias até 100 metros. O condutor recebe a informação no novo painel de instrumentos digital de alta resolução, reforçada por um aviso especial em caso de perigo.

A segurança é incrementada com o DS Driver Attention Monitoring e DS Drive Assist, tecnologia de nível 2 de condução semiautónoma.

O novo DS 7 começa a ser comercializado no verão, prevendo-se a chegada das primeiras unidades às DS Stores a partir do outono de 2022. Os preços ainda não são conhecidos.