Mobieco

BMW Série 5 elétrico bate o M5 aos pontos…

Texto: Nuno Fatela
Data: 26 Junho, 2019

Foi apresentado pela BMW o Project BEV, um protótipo elétrico do BMW Série 5 que supera claramente a potência do M5 e também tem maior aceleração

Que os “M” são o pináculo da performance na BMW não restam dúvidas. Mas, como em muitos outros fabricantes, a chegada da eletrificação coloca a supremacia destes modelos com motores de combustão em causa. Exemplo disso foi o Project BEV agora apresentado pela BMW no evento #NextGen, que nos mostra como um ‘simples’ Série 5 elétrico pode bater categoricamente o poderoso M5…

Mais potente…

Equipado com três motores elétricos, a potência do Project BEV chega aos 720cv. O que significa mais 120cv que o BMW M5, ou mais 95cv se quisermos fazer a comparação com o M5 Competition. Mas, apesar de ser elétrico, a configuração deste Série 5 permanece fiel à herança da marca. Afinal, o motor elétrico dianteiro serve apenas para garantir maior aderência quando necessário, pois os dois motores no eixo traseiro fazem a maior parte do trabalho. Além disso, a vetorização de binário “eTorque” e o diferencial garantem ainda um comportamento mais eficaz a este protótipo.

 

Mais rápido

A aceleração instantânea é uma característica habitual dos veículos elétricos, e este projeto não é exceção. E consegue mesmo pulverizar os registos do M5, que demora 3,4 segundos no sprint 0-100km/h (3,3 segundos para o Competition). Por sua vez, o BMW Série 5 elétrico agora revelado consegue fazer esta aceleração “confortavelmente abaixo dos três segundos”.

 

Mais ecológico

Outro dos destaques está nos próprios motores elétricos usados no carro. Afinal, ao contrário da generalidade destes propulsores, a BMW anunciou que aqueles instalados no Série 5 elétrico foram fabricados sem recurso a metais raros. Algo que se traduz em benefícios económicos e também para o ambiente, já que evita a extração destas matérias-primas. O fabricante bávaro informou ainda que a quinta geração das suas tecnologias para veículos elétricos, a introduzir com o SUV iX3, também já contará com estes motores fabricados sem metais raros.

 

Com o mesmo espaço

Outra curiosidade é que a transformação desta berlina num carro elétrico não teve qualquer impacto no espaço interior. Segundo a marca, as áreas oferecidas aos ocupantes nesta viatura são precisamente as mesmas que se encontram no BMW Série 5.

 

Os contras

Como seria de esperar, nem tudo são rosas no Project BEV. Afinal, para se fazer um carro elétrico é preciso… colocar baterias para fornecer eletricidade. É nesse ponto que reside a questão, pois não é deixada qualquer indicação sobre quantas são, nem onde estão situadas no Project BEV. Mas, como o espaço interior está intacto e não existem aparentes mudanças na altura, restam duas possibilidades. Ou estão na frente, sob o capot, ou atrás, onde estaria a mala. De qualquer maneira, seguramente a autonomia (não revelada) seria sempre bastante baixa.

Ou seja, este Série 5 elétrico pode ser mais potente e até bater o M5 no arranque, mas poucos quilómetros dois o condutor do desportivo estará seguramente a rir-se às gargalhadas quando passar pelo outro carro parado no ponto de carregamento…

 

Veja também:

Eis o novo BMW M5 Competition, o M5 mais rápido de sempre
A incrível produção do novo BMW M5 no Estoril
Novos M8 Coupé têm o motor mais potente da BMW (com vídeo)
BMW Vision M Next antevê o herdeiro do i8
BMW eDriveZones vai dar dinheiro