Mobieco

Publicidade

Mais potência e autonomia. Peugeot e-208 anuncia evolução tecnológica para 2023

Texto: Francisco Cruz
Data: 27 de Setembro, 2022

Depois de uma primeira optimização no final de 2021, eis que a Peugeot acaba de dar a conhecer a mais recente evolução tecnológica naquela que é um dos seus modelos elétricos best-sellers – o e-208. O qual, adoptando a nova tecnologia estreada no “irmão maior” Peugeot e-308, viu aumentada não apenas a potência disponível e a eficiência, como também a autonomia. Chega já em 2023.

Proposta que é, atualmente, a berlina 100% elétrica para o segmento B mais vendida não apenas em Portugal, onde detém uma quota de mercado de 35,4%, como também na Europa, o Peugeot e-208 passa, assim e com esta atualização, a anunciar mais 15% de potência e 10,5% de autonomia. Graças, igualmente, a um consumo médio de energia de apenas 12 kWh/100 km.

Na base de todos estes ganhos, está a adopção da nova cadeia de tracção já utilizada no novo e-308 e que passa por um novo motor de 115 kW/156 cv, ou seja, mais 15 kW/20 cv que até aqui, a que se junta ainda um binário máximo de 260 Nm, disponível desde o arranque.

O Peugeot e-208 passa a anunciar mais potência e autonomia. Mas só a partir de 2023...
O Peugeot e-208 passa a anunciar mais potência e autonomia. Mas só a partir de 2023…

A par do propulsor 100% elétrico, uma nova bateria de alta tensão, mais eficiente, e com uma capacidade bruta de 51 kWh (48,1 kWh úteis), que funcionando a 400V, veio aumentar a autonomia máxima deste Peugeot para os 400 km em ciclo WLTP. Valor, no entanto, ainda a aguardar homologação.

LEIA TAMBÉM
Peugeot. Elétricos e-208 e e-2008 ganham autonomia elétrica para 2022

Quanto a carregamentos, vale a pena recordar que, a bordo do pequeno “leãozinho”, podem figurar dois tipos de carregadores: um carregador monofásico de 7,4 kW, proposto de série, e um carregador trifásico de 11 kW, disponibilizado como opção.

Graças a estas soluções, o e-208 consegue, assim, receber carregamentos rápidos, o que faz com que, recorrendo a uma estação de carga pública de 100 kW, o modelo consiga repor, segundo refere a Peugeot e desde que com a carga da bateria acima dos 20%, até 80% da autonomia, em menos de 25 minutos.

MAIS IMAGENS ABAIXO

A ajudar, depois, a um maior aproveitamento da energia, a intervenção do sistema de recuperação de energia na desaceleração e travagem, cujo desempenho pode ser mais eficaz, com o modo Brake seleccionado. Sendo que o condutor pode, ainda, optar por um dos três modos de condução – Eco, Normal e  Sport -, privilegiando, a partir daí, tanto a autonomia, como a performance.

Ainda sem preços

Apresentado para 2023, a Peugeot só não revela, ainda, se o e-208 terá, ou não, atualizações também no preço de venda.

MAIS IMAGENS ABAIXO