Publicidade

Simples, leve e a elevar o prazer ao volante. Pagani apresenta a sua Utopia

Texto: Francisco Cruz
Data: 13 de Setembro, 2022

Batizado de Utopia, é a mais recente criação da Pagani Automobili , tendo como ponto de partida o hiperdesportivo C10 e desenvolvida segundo os inputs recolhidos junto dos clientes da marca. Os quais terão, de resto, de esforçar-se para assegurar uma unidade, visto que, pelo menos para já, o fabricante apenas pondera fabricar 99…

Ostentando um nome que a marca assume ter ir buscar ao livro de Thomas Moore, ‘Utopia’, de 1516, no qual o filósofo descreve aquele que seria o mundo ideal, o Pagani Utopia é, no entanto e também segundo revela a marca italiana em comunicado, um produto resultante das ideias, opiniões e desejos transmitidos por muitos dos já clientes do fabricante.

De resto e ainda na fase inicial de criação do Utopia, a Pagani decidiu contactar proprietários de outros modelos da marca de San Cesario sul Panaro, na região de Modena, Itália, e questioná-los sobre aquilo que gostariam de ter um Pagani. Sendo que e ainda segundo o fabricante, os pedidos terão sido, basicamente, três: “Simplicidade, leveza e prazer de condução”.

O Pagani tem por base o novo C10
O Pagani tem por base o novo C10

Assim e apenas para começar, o Pagani Utopia recorre a um monocoque construído nas ligas Carbo-Titanium HP62 e Carbo-Triax HP 62 da marca, acrescido de sub-chassis dianteiro e traseiro em aço Chromoly. Sendo que, acoplado, surge igualmente um V12 6.0 biturbo com um ângulo de 90° entre os cilindros, fornecido pela Mercedes-AMG.

Anunciando uma potência máxima oficial de 863 cv às 6.000 rpm, assim como um binário de 1.100 Nm entre as 2.800 e as 5.900 rpm, por revelar, desta “utopia”, ficam, no entanto, as prestações e consumos.

LEIA TAMBÉM
Pagani C10. Novo teaser revela caixa de velocidades manual “fechada”

Já no capítulo da transmissão, os clientes podem optar entre uma transmissão manual automatizada Xtrac de sete velocidades, que a Pagani garante ser a caixa de velocidades mais rápida de que é possível dispor, com as suas engrenagens helicoidais, embora e para os puristas, também disponibilize uma verdadeira transmissão manual de sete velocidades, com pedal de embraiagem.

Seja qualquer for a escolha, assegurado estará sempre um eixo traseiro com diferencial eletromecânico, assim como um sistema de travagem Brembo com discos de carbo-cerâmica e seis pistons à frente, mais 4 pistons atrás. Ao qual não faltam, sequer, extratores em fibra de carbono, responsáveis por afastarem o ar quente dos discos.

Veja mais fotos abaixo

Quanto às rodas, ligadas a uma suspensão de braços duplos em alumínio e amortecedores controlados eletronicamente, a escolha da Pagani recaiu num set de jantes em alumínio forjado de 21 polegadas à frente e 22 polegadas atrás, revestidas por uns personalizados – até têm a silhueta do carro gravada nas paredes laterais!… – pneus Pirelli PZero Corsa 265/35 como rodas dianteiras e 325/30 como traseiras.

Contudo e a pensar, em particular, nos clientes que disfrutarão do Utopia em áreas do globo de temperaturas mais baixas, a marca italiana também poderá substituir os PZero Corsa, por uns Pirelli SottoZero. Neste caso, bem mais adaptados a essas realidades mais frias.

Minimalista na estética, ultra-leve no peso

Sobre a estética, bem mais minimalista do que, por exemplo, no Zonda, surge expressa numa carroçaria fabricada naquilo que a Pagani designa de um “novo tipo de fibra de carbono Classe A”, na qual é possível encontrar, igualmente, vários elementos aerodinâmicos ativos. Embora e neste caso, integrados de forma mais subtil e discreta.

O Utopia aposta na simplicidade, leveza e, acima de tudo, no prazer de condução
O Utopia aposta na simplicidade, leveza e, acima de tudo, no prazer de condução

Aliás e graças também à escolha do material para a carroçaria, o Utopia anuncia não somente 38% mais de rigidez torcional, como um peso total em seco que não ultrapassa os 1.280 kg. Valor para o qual contribui, ainda, um sistema de escape em titânio com quatro saídas, cujo peso pouco excede os 6 kg.

Habitáculo ‘back to basics’

Já no habitáculo, uma espécie de ‘back to basics‘, com o Utopia a fugir àquela que é a tendência, na maior parte dos automóveis, de recorrerem a ecrãs digitais e tácteis, para exibir não mais que um pequeno ecrã, entre o velocímetro analógico e o tacómetro.

Já na consola central, o próprio sistema de informação e entretenimento dá lugar uma fileira de instrumentos, interruptores e controlos, ao mesmo tempo que, tanto o volante, como os pedais, são fabricados, segundo a marca, a partir de um único bloco de metal.

Veja mais fotos abaixo

Apenas 99

A terminar, referir apenas que a Pagani Automobili anunciou já não estar a pensar fabricar mais do que 99 unidades deste Utopia, tal como optou por não divulgar o preço que cada unidade custará.

Igualmente “no segredo dos deuses”, ficam as datas de entrega das primeiras unidades.

Serão apenas 99 unidades, sem preço ou data de entrega conhecidas
Serão apenas 99 unidades, sem preço ou data de entrega conhecidas