Mobieco

Publicidade

Dois motores. Lancia Ypsilon desvenda gama para clientes distintos

Texto: Francisco Cruz
Data: 28 de Maio, 2024

Depois da apresentação mundial, através de uma edição especial de lançamento, de nome Cassina, a Lancia divulga, agora, a gama com que o novo Ypsilon se apresentará ao mercado. E que, além de três versões de acabamento, conta igualmente com duas motorizações eletrificadas, ainda que sem data definida de chegada aos mercados da Europa, Portugal incluído.

Primeiro modelo de uma nova Lancia que procura o regresso aos mercados internacionais, agora enquanto marca premium de propostas elétricas e electrificadas, o novo Ypsilon anuncia-se como uma proposta abrangente, que, graças também a uma oferta composta por três versões de acabamento, promete agradar a três tipos de clientes distintos.

Lancia Ypsilon Edizione Cassina
Lancia Ypsilon Edizione Cassina

Assim e como versão de entrada, o Ypsilon standard, que a Lancia promete ser elegante e direccionado aos clientes mais jovens, ao qual se segue, em termos de gama, o Ypsilon LX, versão mais rica e completa, que, também de acordo com o fabricante, é “a melhor expressão do modelo” e “verdadeiro símbolo de estatuto”. 

LEIA TAMBÉM
No regresso à Europa. Lancia apresenta o novo e elétrico Ypsilon… para Itália

No entanto e como topo da oferta, surge ainda a já conhecida edição especial de lançamento, Lancia Ypsilon Edizione Cassina, “um manifesto em termos de conforto”, conclui o fabricante.

Duas motorizações

Ainda sobre este modelo, que o CEO da agora renascida (para a Europa) marca italiana, Luca Napolitano, defende contar “quatro histórias”, centradas na Condução, Tecnologia, Eletrificação e Elegância, a novidade de, partindo da plataforma multienergia Common Modular Platform (CMP), poder acoplar dois tipos distintos de motorização: um trem de força exclusivamente elétrico e um outro híbrido.

No caso do 100% elétrico, o mesmo grupo propulsor já conhecido de modelos de outras marcas do grupo Stellantis, como o Peugeot E-208 ou o Jeep Avenger, e a prometer não somente 156 cv de potência e 260 Nm de binário, como também e graças a uma bateria de 51 kWh, uma autonomia de até 403 km em ciclo combinado WLTP (mais de 500 km em ambiente urbano), carregamento rápido dos 20 aos 80% em 24 minutos e energia para mais 100 km, com apenas 10 minutos de ligação à corrente. Resultado, igualmente, de consumos que o próprio fabricante posiciona entre os 14,3 e 14,6 kWh/100 km.

Lancia Ypsilon Edizione Cassina
Lancia Ypsilon Edizione Cassina

Já a versão MHEV, tem na base um também já bem conhecido três cilindros 1,2 litros a gasolina de 100 cv, conjugado com tecnologia híbrida de 48V, a contribuir para prestações que passam pelos 190 km/h de velocidade máxima, 9,3 segundos na aceleração 0-100 km/h, assim como consumos de combustível de 4,6 l /100 km (depósito de 44 litros) e emissões de CO2 de apenas 103-104 g/km no ciclo WLTP. Resultados para os quais contribui, igualmente, a acção de uma transmissão automática e-DCT de 6 velocidades, um sistema e-Start, além do e-Parking, e-Queuing e e-Creeping. Soluções que permitem adaptar o estilo de condução às necessidades do condutor.

Portugal só para 2025

A terminar, recordar que não existe ainda uma data concreta para a chegada do novo Ypsilon aos mercados da Europa, com a marca italiana a dizer apenas que Bélgica, Luxemburgo e Países Baixos, serão os primeiros países no processo de renascimento internacional da marca italiana.

Lancia Ypsilon
Lancia Ypsilon

Já mercados como Portugal ou a Alemanha, só deverão receber o utilitário em 2025.

Prometendo a constituição de uma rede europeia formada por mais de 70 concessionários, espalhados pelas principais cidades europeias (em Portugal, Lisboa e Porto deverão fazer parte desta lista), a Lancia tem, ainda, previsto, no seu plano estratégico, o lançamento de mais dois novos modelos: o Gamma, com chegada anunciada para para 2026, e o Delta, que só deverá chegar em 2028. Embora e sobre estes dois novos modelos, pouco ou nada ainda se saiba. 

Também quanto a preços e porque a chegada do novo Ypsilon está ainda muito distante, conhecidos são apenas os valores pelo qual o pequeno utilitário está já a ser comercializado no mercado de origem, Itália, onde a versão híbrida tem como preço de entrada e ainda antes de quaisquer apoios governamentais, os 24.900€, enquanto o 100% elétrico apresenta um valor de entrada de 20.900€.