Publicidade

Mais?! E se o seu carro tivesse um ecrã no volante?

Texto: Francisco Cruz
Data: 12 de Junho, 2024

É caso para dizer que, o que é demais, chateia! Falamos dos ecrãs digitais e tácteis, que hoje em dia parecem ter tomado conta do interior dos automóveis, e que, pelos vistos, se preparam para passar à etapa seguinte – figurar, também, nos volantes.

A “culpa”, se assim podemos dizer, é da empresa tecnológica alemã ZF, que, através da sua divisão de segurança passiva, encontrou uma forma de colocar mais um ecrã, desta feita, no volante!

Desenhado pela ZF Lifetec, este novo volante apresenta, conforme as imagens mostram, um ecrã  ao centro, que pode funcionar com uma interface semelhante à de um smartphone, noticia o site Motor1.

Com a integração de um ecrã ao centro, a ZF Lifetec foi "obrigada" a deslocar o compartimento do airbag frontal para o condutor, para o topo da zona central do volante
Com a integração de um ecrã ao centro, a ZF Lifetec foi “obrigada” a deslocar o compartimento do airbag frontal para o condutor, para o topo da zona central do volante

De acordo com a empresa, esta nova solução implicou, desde logo, a deslocalização do airbag frontal do condutor, que habitualmente surge integrado no centro do volante, para uma posição ligeiramente mais acima, deixando o espaço ao meio vago para a integração de outras tecnologias. Sejam elas mais um ecrã ou múltiplos displays sensíveis ao toque.

Destacando o facto de, mesmo com a reformulação do centro do volante, as questões relativas à segurança estarem salvaguardadas, a equipa responsável pelo projecto faz notar, ainda, que o aproveitamento do espaço não implica, necessariamente, a sua ocupação por um ecrã. Podendo também receber uma configuração híbrida, com interruptor rotativos e superfícies tácteis.

LEIA TAMBÉM
Volkswagen. Volantes multifunções vão voltar a ter botões de carregar

Ao mesmo tempo e ainda segundo a ZF Lifetec, o repensar do centro do volante vem permitir a instalação de novos comandos em carros equipados com tecnologia de condução semiautónoma, como é o caso, por exemplo, de soluções que garantam uma maior exactidão na confirmação de que o condutor está a prestar atenção à estrada. Algo que, por sua vez, salienta a empresa, conduziria a um aumento da segurança de todos os ocupantes a bordo.

Seja como for e até por questões, igualmente, de segurança (basta ver a distracção que os ecrãs por vezes provocam…), começamos a querer subscrever a ideia de que já chega de ecrãs no interior do automóvel – é o painel de instrumentos digital, o head-display, o ecrã central, o retrovisor interior com projecção da imagem captada por câmara traseira, o ecrã para o passageiro da frente… e, agora, mais um ecrã no volante?!…