Mobieco

Publicidade

Já em 2021. Porta-estandarte elétrico BMW iX chega com duas versões

Texto: Francisco Cruz
Data: 21 de Março, 2021

Aproveitando a Conferência Anual do BMW Group, a BMW deu a conhecer, entre outras novidades e informações, aquele que passará a ser o seu modelo porta-estandarte entre as propostas 100% elétricas do fabricante, o SUV iX, assim como as versões com que chegará ao mercado. Mais precisamente, duas motorizações.

Embora ainda na fase final de desenvolvimento, a BMW decidiu antecipar o momento e mostrar aquelas que são as linhas finais do seu futuro SUV elétrico porta-estandarte. As quais, defende o fabricante, procuram dar a conhecer uma nova reinterpretação daquela que é a fórmula de sucesso denominada Sport Activity Vehicle, ou SAV.

Juntamente com a estética, a marca de Munique anunciou, igualmente, que este SUV zero emissões chegará ao mercado ainda no final do presente ano, em duas versões: iX xDrive50 e iX xDrive40.

LEIA TAMBÉM
A prometer 590 km de autonomia. BMW mostra o elétrico i4 de produção

Sobre estas duas motorizações, a BMW acrescenta que, no caso da primeira, destaca-se pela utilização de dois motores elétricos, dispostos em ambos os eixos, o que, além de garantir uma tracção integral permanente, permite anunciar uma potência combinada de 500 cv, capaz  de garantir uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 5,0 segundos.

Já o BMW iX xDrive40, anuncia uma potência de 300 cv, capaz de garantir uma aceleração 0-100 km/h em cerca de 6,0 segundos.

Apresentando o motor, transmissão e electrónica relacionada com potência, dentro de uma única carcaça, compacta, a BMW avança, para o iX xDrive50, consumos elétricos igualmente atraentes e que passam pelos 21 kWh para cada 100 km, já segundo a nova norma WLTP. Ao passo que, no caso do xDrive40, a média fica, mesmo, abaixo dos 20 kWh.

Quanto à baterias em iões de lítio que abastecem os motores, surgem dispostas, como um único pacote, sob o piso do veículo, tendo sido concebidas segundo aquela que é já a quinta evolução da tecnologia BMW eDrive. E que, face à antecessora, veio garantir, desde logo e segundo o fabricante, um aumento de 20% na densidade.

Também fruto desta evolução, o BMW iX xDrive50 consegue registar uma capacidade máxima de carga nas baterias até 100 kWh, ao mesmo tempo que o iX xDrive40 anuncia uma capacidade até 70 kWh. Argumentos que, por exemplo, permitem à versão mais potente, fornecer uma autonomia, com uma só carga, acima dos 600 quilómetros, enquanto, a menos potente, promete energia suficiente para cumprir mais de 400 quilómetros – valores já segundo a nova norma WLTP.

No momento de recarregar as baterias, o novo SUV elétrico da BMW tanto pode recorrer, no caso da versão iX xDrive50, a postos rápidos e com potências até 200 kW. Já o iX xDrive40, suporta cargas até 150 kW, o que faz com que, quer um quer outro, consiga recuperar energia suficiente para mais 120 quilómetros, com apenas 10 minutos de carga.

Também em ambas as variantes, é possível recuperar entre 10 a 80% da capacidade das baterias, em menos de 40 minutos.

Produzido na fábrica da BMW em Dingolfing, Alemanha, e com chegada ao mercado prevista lá mais para o final do ano, a BMW divulgou, inclusive, o preço pelo qual a versão menos potente, iX xDrive40, chegará ao mercado alemão – 77.300€. Ou, como também refere o responsável da BMW AG para os Clientes, Marcas e Vendas, Pieter Nota, um valor “equiparável ao preço do BMW X5 com motor de combustão”.

A par disto, revelou o mesmo responsável, “os nossos clientes vão beneficiar de upgrades daquelas que são as funções atuais existentes no veículo, e que vão poder ser carregadas nos seus carros enquanto os mantiverem, além de poderem desfrutar de um processo de configuração perfeito e extremamente orientado para o cliente, com produtos e serviços personalizados. ”