Publicidade

Toyota, Mazda e Subaru vão desenvolver novos motores de combustão

Texto: Carlos Moura
Data: 3 de Junho, 2024

A Toyota, a Mazda e a Subaru anunciaram o desenvolvimento de novos motores de combustão, sendo que cada um irá trabalhar numa solução diferente que possa ser utilizada pelos três parceiros.

A Toyota, a Mazda e a Subaru vão colaborar no desenvolvimento de novos motores de combustão com o objetivo de acelerar o processo e baixar custos.

Curiosamente, os três fabricantes não vão trabalhar num motor comum para ser utilizado por todos os parceiros, mas cada um irá desenvolver “motores de assinatura” que representam as respetivas marcas. 

Assim, a Toyota está a preparar um propulsor de quatro cilindros em linha, enquanto a Mazda está envolvida em motores rotativos e a Subaru pretende melhorar o bloco de cilindros opostos, mais conhecido por boxer.

As novas motorizações serão compatíveis com vários combustíveis de carbono neutro, designadamente hidrogénio líquido, biocombustível e combustível sintético.

Quatro cilindros na Toyota

Os três fabricantes revelaram alguns exemplos de novos motores. A Mazda desenvolveu motores com um ou dois rotores para aplicações em veículos elétricos. A tecnologia já é conhecida do MX-30 R-EV e do protótipo do desportivo Iconic SP. O motor rotativo serve de gerador para fornecer energia à bateria e não existe uma ligação mecânica às rodas.

A Mazda refere que o motor rotativo “está a ser utilizado atualmente como gerador”, o que, para alguns, parece indicar que tal poderá mudar no futuro.

A Toyota deu a conhecer o trabalho nos motores de quatro cilindros em linha, estando na calha uma unidade com 1,5 litros e uma outra de 2,0 litros, os quais irão oferecer uma elevada potência e eficiência térmica.

Sistema híbrido da Subaru

A Subaru revelou a nova geração do sistema híbrido, que combina um motor boxer de 2,0 litros com um motor elétrico de 12,3 kW e uma pequena bateria de iões de lítio. A nova linha motriz eletrificada estava montada no protótipo camuflado do SUV Crosstrek.

A Toyota, a Mazda e a Subaru deixaram claro que irão continuar a ser concorrentes, apesar de juntaram esforços no desenvolvimento de motorizações mais frugais. Como os novos motores irão ser mais pequenos, os futuros modelos terão capots mais baixos para melhorar a aerodinâmica e a eficiência. Ao mesmo tempo. estas alterações darão mais liberdade aos designers.

LEIA TAMBÉM
Ainda se lembra dele? Toyota está a trabalhar num GR Starlet

Outro objetivo comum destes três fabricantes é a integração de motores elétricos, baterias e outras unidades elétricas na nova geração de veículos com motor de combustão, os quais deverão oferecer melhores prestações.