Bentley EXP 100 GT Concept

Publicidade

Apresentação em 2023. Mulliner prepara o Bentley mais caro de sempre

Texto: Francisco Cruz
Data: 23 de Dezembro, 2021

A divisão de hiper-luxo e personalização da Bentley, a Mulliner, estará a trabalhar naquele que será, muito em breve, o modelo mais caro de sempre, na oferta da marca de Crewe. Baseado no modelo Continental GT Speed, o preço de entrada rondará os 2,3 milhões de euros.

Numa altura em que soma lucros atrás de lucros, não apenas com a comercialização de versões únicas e especialíssimas de modelos que fazem parte da oferta da Bentley, como é o caso do Continental GT, Flying Spur e Bentayga, mas também de projectos quase únicos, como é o caso do Bacalar, eis que surge a notícia de que a divisão de hiper-luxo e personalização da Bentley está já a trabalhar num novo projecto, ainda mais exclusivo… e caro.

Depois do sucesso que foi, precisamente, o Bacalar, com as 12 unidades produzidas a desaparecerem num ápice, mesmo com um preço base a rondar os 1,7 milhões de euros, a Mulliner prepara, agora, o sucessor. Do qual, terá já definido o fabricante de Crewe, serão produzidos não mais de 25 unidades, cada um com um preço de entrada que deverá chegar aos 2,3 milhões de euros.

O EXP 100 GT Concept que deverá servir de inspiração ao segundo modelo Mulliner
O EXP 100 GT Concept que deverá servir de inspiração ao segundo modelo Mulliner

 Falando do design, este segundo Mulliner deverá exibir um corpo muito semelhante ao do Bacalar, com forte inspiração no concept EXP 100 GT de 2019, o que significa que, muito provavelmente, repetirá as ópticas ovais em LED, a clássica grelha frontal Bentley, as generosas entradas frontais e um corpo musculoso, a terminar numa traseira com farolins esguios também em LED.

LEIA TAMBÉM
Bentley oficializa Bacalar. Uma barchetta hiper-excl
usiva de apenas 12 unidades

De resto, a Autocar refere, igualmente, que este será o primeiro projecto liderado pelo designer Andreas Mindt, escolhido, ainda no início de 2021, para substituir Stephan Sielaff, como director de design da Bentley.

O “carrasco” do icónico W12?…

Ainda de acordo com a publicação britânica, o futuro Mulliner utilizará como base o mesmo chassis do Bentley Continental GT Speed, sinónimo, também, de uma suspensão mais firme, sistema de quatro rodas direccionais, eixo traseiro com diferencial autoblocante de deslizamento limitado controlado electronicamente e sistema de travagem com discos em carbo-cerâmica.

O Continental GT Speed vai partilhar plataforma com futuro modelo da Mulliner
O Continental GT Speed vai partilhar plataforma com futuro modelo da Mulliner

Finalmente e tal como acontece com o Bacalar, este novo modelo será proposto, única e exclusivamente, com o estatutário W12 6.0 biturbo, a debitar 659 cv e 900 Nm de binário. Tudo isto, enviado para as quatro rodas através de uma caixa automática de oito velocidades.

Apresentação agendada para 2023

Quanto à apresentação desta proposta hiper-exclusiva, a Bentley avança como data provável 2023, ano em que se celebram os 80 anos de colaboração entre a Mulliner e a marca de Crewe. Decisão que deverá levar, igualmente, a que este modelo seja um dos últimos a montar o famoso bloco W12, cuja reforma está já no horizonte e na sequência da electrificação do construtor.

O Bentley Bentayga Hybrid é um dos ponta-de-lança na electrificação da marca de Crewe
O Bentley Bentayga Hybrid é um dos ponta-de-lança na electrificação da marca de Crewe

Aliás e ainda sobre este tema, importa recordar que a Bentley anunciou já a intenção de se tornar uma marca elétrica ou, pelo menos, eletrificada, em 2026, através de um processo a que, de resto, já deu início. Mas precisamente, com a apresentação e comercialização do Bentayga Hybrid e do Flying Spur Hybrid.

Entretanto, a Bentley também está já a trabalhar naquele que será o seu primeiro modelo 100% elétrico e que será baseado na futura plataforma do Grupo Volkswagen, Artemis. Sendo que, em termos de design, o modelo deverá ir buscar inspiração ao EXP 100 Concept.