Publicidade

Com mais potência… híbrida. Mercedes apresenta o novo AMG C43 4MATIC

Texto: Francisco Cruz
Data: 30 de Abril, 2022

A Mercedes-AMG acaba de desvendar a mais recente versão desportiva da família Classe C, o C43 4MATIC. Proposta que estreia um novo trem de força híbrido com base num quatro cilindros 2.0 litros, que, graças a uma arquitectura elétrica de 48V e turbocompressor, anuncia também mais potência.

De resto, a introdução de um novo trem de força, com um motor de combustão mais pequeno (até aqui utilizava um V6 turbo 3.0 litros), obrigou, inclusivamente, a um rever de todo o modelo, berlina e carrinha, como forma de aproveitar, igualmente e segundo avança a britânica Autocar, as alterações já introduzidas com a sexta geração Classe C, lançada no mercado em 2021.

Ainda sobre o bloco térmico montado longitudinalmente no C43 4MATIC e que, apesar das várias alterações registadas, mantém a denominação M139, foi desenvolvido a partir do bloco M270 que, hoje em dia, serve de ponto de partida para a maioria das criações da AMG. Sendo, igualmente, montado parcialmente à mão em Affalterbach, perto de Estugarda, Alemanha.

Disponível tanto com a carroçaria berlina, como carrinha, o novo Mercedes-AMG C43 4MATIC acaba de ser desvendado
Disponível tanto com a carroçaria berlina, como carrinha, o novo Mercedes-AMG C43 4MATIC acaba de ser desvendado

Quanto às alterações, destaque, desde logo, para a introdução de um turbocompressor elétrico, em substituição da anterior solução mecânica, assim como de um gerador de arranque, accionado por correia, que foi programado para aumentar momentaneamente a potência, quando sob carga total. Permitindo, dessa forma, ao bloco de 1991cc, desenvolver uma potência de 204 cv por litro, elevando em 41 cv o valor máximo do trem de força, que passa a ser de 408 cv.

Pelo contrário, o binário acabou caindo 20 Nm, para os 500 Nm, sendo canalizado para as quatro rodas através de uma caixa automática MCT de nove velocidades, a que não falta sequer uma específica função Race Start. Igualmente presente, uma versão específica do conhecido sistema de tracção integral 4MATIC, com uma distribuição entre eixos de 31:69.

Ainda sem prestações… mas com sonoridade a condizer

Quanto a prestações, a AMG ainda não divulgou quaisquer valores em termos de aceleração, revelando, apenas, que a velocidade máxima de 250 km/h, anunciada tanto para a berlina, com um peso de 1765 kg, como para a carrinha, com 1810 kg, poderá ser elevada até aos 265 km/h, mediante a introdução do opcional Driver’s Package. Sendo que e com o objectivo de garantir uma sonoridade a condizer, a divisão de performance da Mercedes promete, de série, um sistema de escape modificado, ou então e mais uma vez recorrendo à lista de opcionais, a solução AMG Real Performance Sound. Esta última, a recorrer a um sintetizador para, em conjunto com os altifalantes no habitáculo, aprimorar ainda mais a nota de escape.

LEIA TAMBÉM
Mercedes-AMG SL43 recebe motor de quatro cilindros com turbo elétrico

Passando ao chassis, foi igualmente revisto e atualizado, com as alterações a incluírem, por exemplo, a introdução de juntas de direcção específicas no eixo dianteiro, assim como de juntas de suporte de carga, no traseiro. Já a suspensão AMG Ride Control, com uma combinação de braços duplos na dianteira e multilink na traseira, ganha, ainda, amortecedores adaptativos de série.

Igualmente proposto de série, uma nova versão, preparada pela AMG, do sistema de quatro rodas direccionais já disponível no Classe C, e que permite um ângulo de direcção máximo de 2,5 graus nas rodas traseiras, dependendo do modo de condução seleccionado.

Já o sistema de travagem, recebe discos de aço de 370 mm com pinças de quatro pistões nas rodas dianteiras, ao passo que, nas traseiras, a opção é porque discos de aço de 320 mm com pinças flutuantes de um só pistão.

Estilo também não falta

A terminar e porque, já lá diz a sabedoria popular, “os olhos também comem”, a garantia de uma série de soluções estéticas a ajudarem a marcar a diferença para as restantes versões da família Classe C, a começar numa grelha frontal do tipo Panamericana com lamelas verticais, pára-choques dianteiro específico, saias laterais mais generosas, e um pára-choques traseiro redesenhado com difusor e ponteiras de escape cromadas.

O novo Mercedes-AMG C43 4MATIC ganha maior potência, com motor térmico mais pequeno
O novo Mercedes-AMG C43 4MATIC ganha maior potência, com motor térmico mais pequeno

Como jantes, um set de 18 polegadas, embora os clientes também possam optar por soluções (opcionais) de 19 ou 20 polegadas.

Já no habitáculo, instrumentação com layout específico AMG, um volante AMG Performance com fundo plano e revestido a couro, bancos desportivos AMG com acabamentos em couro artificial e microfibra, pedais AMG e cintos de segurança na cor vermelha. Como, aliás, é “obrigatório” em qualquer AMG.

Finalmente e quanto à chegada ao concessionários, tudo aponta para que esta nova geração Mercedes-AMG C43 4MATIC esteja disponível ainda durante o presente ano, com preços, no entanto, ainda por conhecer.