Mobieco

Publicidade

Após road trip difícil. CEO do Volkswagen Group critica rede Ionity

Texto: Francisco Cruz
Data: 14 de Agosto, 2021

Demonstração de que este tipo de situações não acontece apenas ao comum dos cidadãos, o CEO do Grupo Volkswagen, Herbert Diess, decidiu fazer uma road trip, de veículo elétrico, por terras austríacas. E a verdade é que a experiência não correu propriamente bem…

A situação foi, de resto, revelada, pelo próprio CEO do Volkswagen Group, através das redes sociais. Com Herbert Diess a culpar, pela sua má experiência, o mesmo que, frequentemente, os condutores e utilizadores de carros elétricos, apontam como o principal motivo para as dificuldades de afirmação dos veículos elétricos – a rede de carregamento.

Segundo Diess, tudo começou com a decisão de, aproveitando o facto de estar a gozar férias de verão, fazer uma viagem de carro através do vale conhecido como Passo del Brennero, na cordilheira dos Alpes, e que acompanha a fronteira entre a Áustria e a Itália.

Herbert Diess CEO Volkswagen
Herbert Diess e o Volkswagen ID.3 não tiveram uma boa experiência de férias

Para o efeito, o alemão escolheu um Volkswagen ID.3, com a consciência de que, ao longo do trajecto, teria quatro pontos de carregamento rápido da rede IONITY. Infraestutura europeia resultante de uma joint-venture entre a Volkswagen, BMW, Daimler e Ford, cuja implementação, iniciada em 2020, visa, precisamente, criar uma rede europeia de carregamento rápido, capaz de garantir a circulação, sem preocupações ou dificuldades, dos veículos elétricos, na Europa.

No entanto, qual não foi a surpresa de Herbert Diess, quando, já durante a viagem, se confrontou com um cenário inesperado: chegado ao local de carregamento, um dos postos estava desactivado, ao passo que os restantes três, permaneciam ocupados e em utilização.

LEIA TAMBÉM
Centrada na revolução elétrica. Volkswagen revela estratégia ‘New Auto’

Necessitado de carregar as baterias do ID.3, Diess decidiu, então, passar a fronteira e seguir para a localidade italiana de Trento. Onde, contudo, o cenário não foi menos desesperante: “Não havia casa de banho, nem um café, um dos postos de carregamento estava avariado, uma situação verdadeiramente triste”, escreveu, no Linkedin, o CEO do Volkswagen  Group. Concluindo que, “foi tudo menos uma experiência de carregamento premium, IONITY!”.

Críticas já vêem de trás

Recordar, no entanto, que esta não é a primeira vez que o Grupo Volkswagen, ou um seu responsável, critica a rede de abastecimento de veículos elétricos da qual é co-proprietário.

Já no ano passado, a responsável máxima pelo Marketing da Volkswagen, Silke Bagschick, criticou o facto dos preços da energia na rede IONITY serem demasiado elevados.

Modelos de marcas distintas do grupo Volkswagen, a carregarem numa estação Ionity

Pouco depois, foi o próprio CEO de uma das marcas do Volkswagen Group, a Audi, a assumir que a marca dos quatro anéis está a considerar seriamente criar uma rede própria de abastecimento, a implementar nas principais cidades europeias.

Quanto à IONITY, o site Jalopnik fez chegar à empresa um pedido de comentário às declarações Herbert Diess, mas a resposta foi pouco mais do que lacónica: “Infelizmente, não podemos comentar essas declarações, sendo que, pelo facto, pedimos a vossa compreensão”, respondeu a companhia responsável pela rede de carregamento.