Publicidade

Citroën. Gama C5 ganha novo PHEV e autonomia

Texto: Francisco Cruz
Data: 4 de Novembro, 2022

A Citroën acaba de anunciar um reforço da gama C5 com a introdução de uma nova motorização híbrida plug-in, denominada 180 e-EAT8. Versão que deverá chegar ao mercado com um preço a rondar os 43.650€, além de com autonomia acrescida no mais potente 225 e-EAT8.

Disponível tanto no novo C5 X, como no crossover C5 Aircross, esta nova motorização PHEV vem substituir o Puretech a gasolina de 180 cv, combinando um quatro cilindros 1,6 litros a gasolina, com um só motor elétrico.

Em conjunto, os dois motores conseguem anunciar não somente uma potência combinada de 182 cv, como também um binário máximo de 360 Nm.

A Citroën acaba de introduzir uma nova motorização PHEV de 180 cv na gama C5
A Citroën acaba de introduzir uma nova motorização PHEV de 180 cv na gama C5

Atuando sozinho, o motor elétrico de 110 cv permite ao C5 Aircross circular em modo zero emissões não apenas a velocidades até 135 km/h, como durante um máximo de 58 quilómetros. Neste caso, graças também à ajuda dada pela bateria de 12,4 kWh.

LEIA TAMBÉM
“Não faz sentido”. Carlos Tavares apela ao fim do Euro 7 pela eletrificação

Uma vez esgotada a energia, a bateria pode ser carregada externamente através de uma tomada de 7,4 kW, demorando, segundo avança a Citroën, cerca de 1 hora e 45 minutos a repor a totalidade da sua capacidade.

PHEV de 225 cv também ganha autonomia

A par do lançamento desta nova motorização, a Citroën anuncia, ainda, um aumento na autonomia elétrica do híbrido plug-in (PHEV) mais potente, 225 e-EAT8, em cerca de 15%, graças à adopção de uma nova geração de baterias, com uma nova configuração química que vem elevar a capacidade dos 13,2 kWh, para 14,2 kWh. Isto, apesar de manter o mesmo número de células.

Graças a esta inovação, tanto o C5 X, como C5 Aircross, vêm aumentar o número de quilómetros que podem circular com recurso, apenas e só, ao motor elétrico, com o primeiro a anunciar, a partir de agora, uma autonomia de 63 quilómetros, enquanto o Aircross promete mais um quilómetro – 64 km.

O Citroën C5 Aircross PHEV de 225 cv passa a anunciar 64 km de autonomia elétrica
O Citroën C5 Aircross PHEV de 225 cv passa a anunciar 64 km de autonomia elétrica

Recorde-se que ambos os modelos prometiam, até aqui, apenas 55 quilómetros de autonomia.

Sem alterações, permanece, pelo contrário, a potência anunciada, tanto no C5 X, como no C5 Aircross, a qual continua a ser de 225 cv.