Mobieco

Publicidade

Chega com 530 cv e 600 km de autonomia. BMW mostra dinâmica do i4 em vídeo

Texto: Francisco Cruz
Data: 22 de Janeiro, 2021

Numa altura em que a rival Audi se prepara para a apresentação oficial do seu Grand Turismo 100% elétrico, o E-Tron GT, a BMW responde, divulgando novas imagens, vídeo e dados, do modelo com que pretende contrariar a ofensiva vinda de Ingolstadt. Eis, portanto, o BMW i4, a (largos) meses da apresentação oficial.

Com apresentação agendada lá mais para o final do ano, o futuro BMW i4 apresenta-se, agora e segundo revela o fabricante, através de mais imagens, naquela que é já a sua fase final de desenvolvimento. Mas e embora com o veículo ainda fortemente camuflado, a promete, desde já, uma forte semelhança nas linhas, com o futuro Série 4 Gran Coupé também ainda por apresentar.

Especificamente sobre o i4, a BMW garante que o modelo ostentará um desempenho em que “a entrega espontânea de potência do motor elétrico é combinada com uma condução precisa e controlável em todas as situações”. A que acrescerá, salienta o fabricante, uma “fascinante dinâmica em curva, tração otimizada em todas as condições climáticas e de estrada, e conforto de condução perfeitamente equilibrado ”.

A justificar estas certezas, uma suspensão criada especificamente para este modelo 100% elétrico e capaz de “reduzir os movimentos da carroçaria” em aceleração e travagem, ao mesmo tempo que um sistema de “limitação de patinagem da roda” procurará aumentar a tração e estabilidade.

LEIA TAMBÉM
Novo BMW i4 apanhado em testes

Prazer de condução como marca registada

Primeiro sedan 100% elétrico na oferta da marca de Munique, cujo produção deverá iniciar-se durante o terceiro trimestre deste ano, o BMW i4 tem vindo a ser progressivamente antecipado, através de vários concepts e protótipos, com a BMW a prometer que o modelo “anuncia uma nova era em termos de prazer de condução”, a qual se tornará, também, a sua “marca registada”.

A par destas garantias, a BMW revelou, igualmente, que o i4 estreará a quinta geração do conhecido sistema de propulsão elétrica eDrive, tecnologia já presente no SUV elétrico iX3, e que fará igualmente parte do futuro porta-estandarte da marca, o SUV iX.

Embora ainda de camuflado, as novas imagens do BMW i4 promete emoção…

Prometendo uma potência combinada de vários motores na ordem dos 530 cv, o i4 deverá ser capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em cerca de 4 segundos, com a marca a afirmar que, todo o trabalho técnico, visou dotar esta solução elétrica, da mesma resposta que é possível experimentar com um bloco V8 da marca. Garantindo “características de desempenho excepcionais, além de uma eficiência extremamente elevada”.

Ainda sobre o novo sistema eDrive, a BMW afirma que será construído em redor de um sistema modular com motor elétrico, transmissão e eletrónica, o que significa que poderá ser usado numa variedade de modelos e com potências distintas.

No caso do i4, o sistema beneficiará de uma bateria de alta voltagem de 80 kWh, com um peso a rondar os 550 kg, mas também a oferecer uma autonomia máxima na ordem dos 600 quilómetros.

Segundo a BMW já fez saber, o futuro BMW i4, do qual são agora conhecidas mais imagens, será fabricado nas mesmas linhas de montagem do Série 3 e Série 4 – modelos com os quais mostra, aliás, algumas semelhanças, ainda que a anunciar maior altura ao solo e de carroçaria -, em Munique. Sendo que, com o intuito de assegurar uma transição suave na linha de produção, a marca está já a fazer ensaios, com versões pré-produção, ao mesmo tempo que vai montando unidades com motor a gasolina, Diesel e híbridos.

A aposta no ‘i’

Com a expansão da submarca ‘i’, a BMW espera conseguir corresponder às mais recentes exigências legislativas da União Europeia, em termos de emissões, nomeadamente, uma redução de 35% na média produzida de CO2, até 2030.

Aliás, foi também com este propósito em mente que o Chairman da BMW, Harald Krüger, anunciou a intenção de alterar os planos existentes para então pouco expressiva divisão ‘i’, passando a dotá-la de meios para que consiga vir a oferecer mais veículo elétricos do que qualquer outro rival.

Entre os novos objectivos, a divisão elétrica da BMW assumiu a pretensão de dar a conhecer um total de cinco novos modelos ‘i’ até ao final de 2021, também de forma a conseguir atingir, na oferta de todo o grupo BMW (marcas BMW, Mini e Rolls-Royce), um total de 12 modelos eletrificados, até 2025.

Finalmente, Krüger deu, ainda, luz verde para que um total de 25 novos modelos híbridos plug-in fossem lançados até 2025, também como forma de ajudar ao alcançar das metas estabelecidas para 2030.