Mobieco

Publicidade

Alibaba e SAIC criam nova marca premium de elétricos

Texto: Carlos Moura
Data: 18 de Janeiro, 2021

A Alibaba e a SAIC criaram uma nova marca premium de automóveis elétricos. O primeiro modelo a chegar será uma berlina com ecrã de 39 polegadas e tecnologia de condução autónoma.

A Alibaba e a SAIC uniram forças para lançarem uma nova marca denominada Zhiji Auto / IM, que se ambiciona tornar no mais recente fabricante premium de veículos elétricos com uma gama que, numa primeira fase, inclui uma berlina e um crossover.

A berlina carateriza-se pelas linhas aerodinâmicas e um sistema de iluminação inteligente que consiste em 2,6 milhões de pixéis de luz, podendo ser utilizados para mostrar animações ou o estado de carga.

Além das luzes high-tech, a berlina dispõe de puxadores embutidos nas portas, jantes aerodinâmicas, tecto em vidro panorâmico, um sensor montado no tejadilho e luzes traseiras em toda a largura do porta-bagagens.

O habitáculo conta com bancos em pele, um friso em madeira e apontamentos metálicos. A caraterística mais distintiva, porém, consiste um ecrã com 39 polegadas que emerge no tablier e que se divide em três secções. Como se não fosse suficiente existe um segundo ecrã de 12,8 polegadas montado na consola central, assemelhando-se bastante ao instalado na mais recente geração do Mercedes-Benz Classe S.

Em termos tecnológicos, o automóvel dispõe de um total de 15 câmaras de elevada definição, 12 sensores ultrassónicos e cinco radares de cinco milímetros. Estes dispositivos destinam-se ao sistema de condução semi-autónoma e assemelham-se muito ao sistema utilizado pela Tesla.

Tecnologia de condução autónoma 

Mais para o final do ano, o IM irá disponibilizar condução autónoma ponto a ponto, mas os detalhes são limitados e o sistema ainda está sujeito a aprovação governamental. 

A NVIDIA já terá confirmado que os seus veículos utilizam a sua plataforma computacional Drive Orin que permite entre 500 a 1000 TPOS (trilhões de operações por segundo), garantindo não só a capacidade de condução autónoma e automatizada, além da personalização da cabina que é atualizável por via remota para uma verdadeira experiência definida por software.

No capítulo da performance, os veículos estão equipados com dois motores elétricos que proporcionam tração integral, assim como uma potência combinada de 544 cv e um binário de 700 Nm. A marca anuncia uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 3,9 segundos. 

Os motores elétricos são alimentados por uma bateria de 93 kWh, sendo também proposta uma opção com 115 kWh. A autonomia estimada da berlina é de 874 km em ciclo NEDC.

LEIA TAMBÉM
Novidades. Conheça os elétricos que chegam em 2021

Este veículo também será o primeiro a disponibilizar um sistema por carregamento wireless de alta velocidade. Com uma potência de 11 kW permite recuperar entre 70 a 80 quilómetros de autonomia em cerca de uma hora.

Esta berlina será apresentada no Salão Automóvel de Xangai no próximo mês de abril, enquanto o crossover deverá ser lançado em 2022.