Mobieco

Publicidade

Confirmada nona geração! Afinal, o Volkswagen Golf não vai desaparecer

Texto: Carlos Moura
Data: 18 de Novembro, 2022

Ao contrário do pensado inicialmente, o Volkswagen Golf não vai desaparecer, estando prevista uma nona geração, mas com linha motriz elétrica, segundo adiantou o CEO da marca alemã Thomas Schafer. O ID 3 e um “ID Golf EV” deverão coexistir. 

O CEO da Volkswagen Thomas Schafer não quer acabar com a designação Golf e pretende que a nova geração integre a família ID de veículos elétricos da marca. A atual geração do Volkswagen Golf, a oitava, deverá manter-se em comercialização até 2027-2028.

Em declarações à Autocar, Thomas Schafer acrescentou que a designação ID deverá continuar porque já é bem conhecida pelos consumidores pela sua associação aos veículos elétricos da Volkswagen.

“Existe uma ligação com a Volkswagen e o ID e não há necessidade de cancelar a designação ID”, afirmou o executivo de topo da marca alemã, à margem do Salão Automóvel de Los Angeles. 

“Temos nomes icónicos na marca, Golf e GTi. Seria uma loucura deixá-los morrer. Iremos manter a lógica ID, mas os modelos icónicos terão um nome”. Thomas Schafer apontou como exemplo o ID Buzz, que já tem um novo e por conseguinte os modelos ID não necessitam de ter sempre um número associado (ID 3, ID 4). Nessa lógica, a Volkswagen “poderá ter um ID Golf”.  

ID 3 e ID Golf deverão coexistir

O CEO da Volkswagen sublinhou que o Golf não será o substituto do ID 3 e que os dois automóveis terão um posicionamento e dimensões diferentes. Questionado se haverá espaço para ambos, ele afirmou que “sim” e acrescentou: “O ID 3 nunca fol um sucessor do Golf. É mais um Golf Plus”.

LEIA TAMBÉM
Volkswagen Golf GTE+. Com imagem e prestações à GTi

Os seus comentários levam à questão se haverá espaço para um Golf e um ID 3 na futura gama de veículos elétricos e se não deverão convergir para um único modelo. O Golf deverá posicionar-se entre o novo citadino ID 2 e o ID 3 no futuro e poderá receber a arquitetura SSP, a qual deverá substituir a atual plataforma MEB EV.