Mobieco

Publicidade

Desde abril de 2020. Vendas de elétricos diminuem pela primeira vez na Europa

Texto: Carlos Moura
Data: 1 de Agosto, 2022

As matrículas de automóveis novos na Europa diminuíram na Europa em junho. Nem os veículos elétricos escaparam, baixando o volume, pela primeira vez, desde abril de 2020. 

Em junho de 2022 foram matriculados 1.054.807 automóveis na Europa, o que representou uma diminuição de 17% face aos 1.268.508 veículos registados em mês homólogo do ano passado. Este foi o pior mês de junho desde 1993.

Os veículos elétricos não escaparam a esta tendência. A Jato Dynamics refere que foram matriculados 215.000 veículos elétricos a bateria e híbridos recarregáveis externamente (PHEV) no mês de junho de 2022, menos oito por cento que as 233 mil unidades registadas no mesmo mês do ano passado. Isto constitui a maior quebra nas matrículas de veículos elétricos desde abril de 2020 e o início da pandemia do COVID-19. 

Gama elétrica da Renault

Os veículos elétricos a bateria (BEV) representaram 62% daquelas matrículas e os híbridos plug-in (PHEV) os restantes 38%.

A Jato Dynamics sublinha que a diminuição nas matrículas de veículos elétricos teve um maior impacto em marcas como a Renault, Volkswagen, Audi, Skoda e Ford. Por outro lado, a Mercedes-Benz, a BMW, a Peugeot, a Kia, a Fiat e a Cupra registaram um crescimento nas vendas de veículos elétricos.

Peugeot 208 foi o mais vendido

No cômputo global, o Peugeot 208 foi o automóvel mais vendido na Europa no mês de junho, com um total de 24.888 unidades e um crescimento de 38% face a mês homólogo de 2021. No segundo lugar surge, a pouca distância, o Dacia Sandero, com 24.299 unidades, e o Opel/Vauxhall Corsa, com 19,679 unidades.

Peugeot 208

Já fora do pódio aparece o Fiat/Abarth 500 com 19.500 unidades matriculadas, seguindo-se o Dacia Duster, com 19.039 unidades, o Volkswagen T-Roc, com 18.679, o Volkswagen Golf, com 17.575, o Renault Captur, com 17.556, o Tesla Model Y com 16,687, e o Toyota Yaris, com 15.216 unidades.

Tesla Model Y lidera nos elétricos

Relativamente às matrículas de veículos elétricos, o Tesla Model Y é o líder destacado, com mais do dobro das vendas relativamente ao oponente mais direto, o Fiat 500e, com 7269 unidades. 

O lugar mais baixo do pódio é ocupado pelo Tesla Model 3, com 6176 unidades, seguindo-se o Peugeot e-208, com 5626 unidades e o Skoda Enyaq, com 5484.

Tesla Model Y

Entre os híbridos recarregáveis externamente (PHEV), o Ford Kuga foi aquele que registou um maior número de matrículas na Europa no mês de junho, com 3952 unidades, seguindo-se o Kia Sportage, com 2811 unidades, o Cupra Formentor, com 2883 unidades, o Hyundai Tucson, com 2626 unidades e o BMW Série 3, com 2623.

LEIA TAMBÉM
Acabou a liderança. Chineses da BYD já vendem mais do que a Tesla

Enquanto algumas marcas se afundaram em junho, outras obtiveram resultados bastante animadoras. Por exemplo, o Volkswagen Group registou uma quebra nas vendas de 26%, mas a Renault viu aumentar a sua quota de mercado de 10% em junho de 2021 para 12,1% no mesmo mês deste ano.

Os fabricantes chineses também tiveram motivos para sorrir no mercado europeu no passado mês de junto, tendo alcançado um crescimento coletivo de 93%, o que se traduziu num total de 13.800 veículos matriculados.