Mobieco

Publicidade

Acabou a liderança. Chineses da BYD já vendem mais do que a Tesla

Texto: Carlos Moura
Data: 7 de Julho, 2022

Os chineses da BYD desalojaram a Tesla da liderança mundial de vendas de veículos elétricos no primeiro semestre de 2022.

No primeiro semestre deste ano, a BYD vendeu 641.350 veículos de novas energias (NEV), uma classificação utilizada apenas na China que inclui veículos elétricos a bateria, híbridos recarregáveis e veículos a hidrogénio.

Relativamente a período homólogo do ano passado, a BYD registou um crescimento de 314,9% e colocou o fabricante chinês à frente da Tesla que vendeu 564 mil veículos elétricos no primeiro semestre deste ano, o que constitui um aumento de 46% face a igual período de 2021.

Esta poderá não ser uma comparação inteiramente justa entre a BYD e a Tesla, já que as vendas da marca fundada por Elon Musk são referentes apenas a automóveis elétricos a bateria.

A BYD anunciou recentemente numa conferência de investidores que prevê vender este ano entre 1,1 milhões e 1,2 milhões de veículos de novas energias, distribuídos por 600 mil veículos elétricos e entre 500 mil a 600 mil híbridos plug-in.

LEIA TAMBÉM
Chineses da BYD apresentam bateria à prova de fogo e de explosão

O mês de junho foi particularmente forte para este fabricante, já que entregou mais de 134.036 veículos novas energias, um aumento de 224% face ao mesmo mês do ano passado.

O Car News China refere que o BYD Song foi o modelo mais vendido da marca chinesa em junho com 32.077 unidades, seguindo-se o BYD Qin com 26.623 unidades, o BYD Han, com 25.439 unidades. O BYD Yuan vendeu 19.371 unidades, o BYD Dolphin 10.376 unidades e o BYD Tang 8.134 unidades.