Publicidade

MY2023. Toyota Highlander atualiza-se com novo quatro cilindros turbo

Texto: Francisco Cruz
Data: 12 de Maio, 2022

A Toyota acaba de desvendar a mais recente evolução do seu crossover de sete lugares Highlander, a qual traz novidades na tecnologia e, principalmente, nas motorizações. Mais precisamente, através da estreia de um novo quatro cilindros turbo com 265 cv.

Apresentado como Model Year 2023, o renovado Toyota Highlander começa por manter um design exterior inalterado, com a primeira novidade a surgir apenas no habitáculo. Onde, em particular nas versões Limited e Platinum, passam a existir dois ecrãs de 12,3 polegadas – um deles a funcionar como painel de instrumentos, ao passo que, o outro, como parte do sistema de informação e entretenimento.

Juntamente com este upgrade, a garantia de emparelhamento de até dois smartphones por Bluetooth, conectividade Apple CarPlay e Android Auto, além de retrovisores exteriores já com rebatimento elétrico de série.

Toyota Highlander interior
Até aqui com soluções de 7″, as versões mais equipadas do Highlander passam a exibir painel de instrumentos e ecrã central de 12,3 polegadas

Contudo, importa também referir que a Toyota propõe este pacote de equipamento, de série, apenas nas versões de topo. Já nas restantes, estará disponível como opcional, podendo, dessa forma, substituir, quer o painel de instrumentos de 7”, quer o ecrã central de 8”, propostos de série.

Com Toyota Safety Sense 2.5+

Igualmente presente no SUV de sete lugares da marca japonesa e sem custos acrescidos, um sistema de carregamento wireless de smartphones, embora com nova localização, além do pacote de sistemas de segurança Toyota Safety Sense 2.5+. O qual inclui já sistema de pré-colisão com detecção de peões, controle de cruzeiro adaptativo, alerta de saída de faixa com assistência na direção, assistência de manutenção na faixa, reprodução dos sinais de trânsito e faróis de máximos automáticos.

LEIA TAMBÉM
Há 40 anos no activo. Toyota Land Cruiser 70 com produção esgotada até 2024!

Subindo na hierarquia, a garantia, ainda, de monitorização do ângulo morto e alerta da passagem de veículos na traseira, sendo que, as versões de topo Limited e o Platinum, contam ainda com sensores de ajuda ao estacionamento à frente e atrás, com travagem autónoma.

Finalmente e como opção para o Limited, mas de série no Platinum, um sistema de câmaras a garantir visibilidade de 360 ​​graus.

Quatro cilindros em troca de V6

Passando aos motores, a novidade mais marcante é, sem dúvida, a introdução de um novo 2.4 litros quatro cilindros turbo, encarregue de substituir, neste Toyota Highlander, o anterior V6 3.5 naturalmente aspirado. Face ao qual apresenta uma ligeira diminuição na potência – 269 cv, contra 299 cv do V6 -, mas também um melhor binário – 419 Nm, contra 357 Nm.

O Toyota Highlander passa a ostentar um quatro cilindros turbo mais moderno e, acima de tudo, menos poluente
O Toyota Highlander passa a ostentar um quatro cilindros turbo mais moderno e, acima de tudo, menos poluente

De resto e na apresentação deste novo motor, a marca nipónica destaca igualmente o facto da economia de combustível não ter sofrido alterações significativas, ao contrário das emissões de NOx, NMOG e CO2, que passam a apresentar valores mais baixos. Sendo que, idêntico, permaneceu, igualmente, o peso de 2.268 kg.

Quanto à motorização híbrida, permanece sem alterações, mantendo o quatro cilindros 2,5 litros a gasolina, acrescido de dois motores-geradores, a prometerem uma potência total de 246 cv. Com a qual garante, entre outras mais-valias, uma capacidade de reboque de 1.588 kg.

Para quando?

Por conhecer, fica, no entanto, qual a data em que este Highlander renovado chegará ao mercado português, assim como os preços.