Mobieco

Publicidade

O tal dos 25 mil euros. Tesla agenda arranque da produção do Model 2 para 2025

Texto: Francisco Cruz
Data: 18 de Março, 2024

Há muito prometido e ainda há mais aguardado, o novo elétrico de entrada de gama na Tesla, que a marca prometeu posicionar no patamar dos 25 mil euros, tem agora arranque de produção agendado para 2025. Além de origem na Gigafactory de Berlim. 

O “anúncio” foi feito pelo fundador da Tesla, Elon Musk, durante a recente visita à fábrica europeia da Tesla na Alemanha, e numa altura em que correm notícias segundo as quais o fabricante norte-americano de carros elétricos estará já em conversações com potenciais fornecedores de peças, para o novo elétrico.

Na Alemanha, o multimilionário reconheceu, de resto, que o crescimento do volume de produção do fabricante norte-americano deverá desacelerar durante o presente ano, “à medida que as nossas equipas trabalham no veículo da próxima geração”.

Segundo Elon Musk, o Tesla Model 2 deverá entrar em produção já em 2025
Segundo Elon Musk, o Tesla Model 2 deverá entrar em produção já em 2025

Sobre o modelo propriamente dito, vale a pena recordar que é considerado, pela quase totalidade dos analistas, como um modelo ainda mais fundamental e urgente, que a Cybertruck ou o Roadster, para a Tesla. 

De resto, a empresa norte-americana assumiu já e igualmente, a importância do projecto ‘Redwood’ para o seu futuro, não só pelo peso que poderá ter na defesa da liderança das vendas mundiais de veículos elétricos, como também pelos ganhos, em termos de produção, que poderá representar.

O processo ‘Unboxed’

Numa altura em que a concorrência é cada vez maior e a redução dos custos de produção surge como um dos factores primordiais, no que à rentabilidade da mobilidade 100% elétrica diz respeito, a Tesla anunciou já, para o também chamado de ‘Model 2’, um novo processo de produção, que poderá representar não somente uma economia, de cerca de 50%, em termos de custos, como também e não menos importante, uma redução nos tempos de fabrico.

LEIA TAMBÉM
Será desta? Tesla volta a prometer um modelo de entrada para 2025

Denominado de processo ‘Unboxed’, este novo método centra-se, essencialmente, na redução da quantidade de trabalho realizado em cada etapa da linha de produção, evitando a repetição de processos ou desmontagens desnecessárias de componentes. 

Entre os processos já divulgados, está, por exemplo, a montagem dos bancos directamente na caixa das baterias que ficam por baixo, integradas na plataforma, assim como a pintura da carroçaria de forma seccionada, evitando, assim, a necessidade de remoção e reinstalação das portas.

Motores sem terras raras

Igualmente importante na redução de custos, é a nova tecnologia de motores e baterias, com a Tesla a apregoar uma redução de 7% na utilização de carboneto de silício nas baterias de próxima geração, assim como a total erradicação de metais de terras raras nos motores.

O Tesla Model 2 vai ter uma configuração diferente da plataforma do Model S aqui representada
O Tesla Model 2 vai ter uma configuração diferente da plataforma do Model S aqui representada

Opção que, ainda assim e segundo rumores já surgidos, não deverá impedir o Model 2 de contar com configurações de um e dois motores, além de versões de elevado desempenho. Tal como, aliás, acontece em grande parte dos modelos já em comercialização na marca.

Finalmente e quanto à plataforma, embora nada tenha sido ainda noticiado de forma oficial, acredita-se que o Model 2 possa vir a contar com uma solução própria, mais simples, além de fabricada segundo o mesmo método de “gigacasting”, que divide a estrutura em unidades fundidas de forma separada e minimiza o número de componentes individuais. O que também reduz o custo inerente.

Made in Berlim

Quanto à produção, Musk assumiu que será entregue à única fábrica da Tesla na Europa, sediada perto de Berlim, até porque essa opção ajudará a cortar os custos de importação, necessários caso o Model 2 fosse produzido no Texas, no México ou em Xangai. Já que se trata de uma proposta que terá na Europa o seu mercado preferencial.

Gigafactory Berlim
Gigafactory Berlim

De resto e mesmo com esta “limitação”, as previsões da Tesla são de que o Model 2 possa vir a representar uns surpreendentes 700 milhões de unidades, ao longo da sua vida útil.

Apenas como exemplo, vale a pena recordar que o carro mais vendido do mundo, o Toyota Corolla, ultrapassou, há não tanto tempo quanto isso, os 50 milhões de veículos vendidos… em 58 anos de comercialização.