Publicidade

Com apenas 51 anos. Faleceu a “Rainha do Nürburgring”

Texto: Redação
Data: 17 de Março, 2021

Sabine Schmitz, piloto automóvel e antiga co-apresentadora do programa TopGear, cujo nome fica para a história também como a “Rainha do Nürburgring”, faleceu esta terça-feira, depois de vários anos de luta contra o cancro.

Ex-piloto automóvel de sucesso, Sabine Schmitz ganhou fama mundial com a entrada no programa da BBC, TopGear, em 2004, quando surgiu aos comandos de um Jaguar S-Type Diesel, no circuito de Nürburgring.

Na altura e comparando os seus tempos com os do então apresentador do programa Jeremy Clarkson, Sabine chegou a gozar, inclusivamente, com o desempenho do inglês, ao afirmar que “faço tempos por volta como os teus, mas ao volante de um furgão”.

Aliás, a alemã acabou por protagonizar outros episódios no programa, chegando mesmo a tentar melhorar o tempo de Clarkson, precisamente ao volante de um furgão. Sendo que, já em 2016, Sabine Schmitz acabaria por ser convidada para fazer parte do painel de apresentadores do famoso programa da BBC.

Enquanto piloto, a alemã foi a única mulher a vencer as 24 Horas de Nürburgring, e logo por duas vezes – em 1996 e 1997. Ambas, aos comandos de um BMW M3.

De resto e graças, também, a ter crescido nas proximidades da pista, Schmitz recordava frequentemente a sua afinidade com o Nordschleife, tendo mesmo chegado a dirigir o ‘Ring Taxi’, proporcionando aos hóspedes um emocionante passeio pela pista, a velocidades alucinantes.

LEIA TAMBÉM
Skoda faz recorde SUV em Nurburgring

Segundo estimativas da própria, Sabine terá dado, pelo menos, 20.000 voltas ao “Inferno Verde”.

Quanto ao falecimento da piloto, aos 51 anos, foi anunciado através de um post, nas redes sociais, publicado pela Frikadelli Racing, equipa fundada por Schmitz e pelo seu marido Klaus Abbelen.

“Sabine Schmitz (14.5.1969 – 16.3.2021) faleceu ontem (terça-feira) após uma corajosa luta contra o cancro”, escreveu a equipa. Acrescentando que Sabine “tinha 51 anos. Klaus Abbelen, todos os seus familiares e amigos, estão profundamente tristes com esta perda incomensurável. ”

Entretanto, as homenagens começaram a surgir de todos os lados, entre as quais, do programa que a tornou mundialmente famosa. Aproveitando, igualmente, para anunciar, de que o próximo programa será inteiramente dedicado a ela.

“Sabine era um membro querido da família TopGear e da equipa de apresentação, desde 2016”, comentou já a produtora executiva Clare Pizey, em entrevista à BBC. Recordando que, “depois de ter aparecido, pela primeira vez, no programa, em 2004, todos que tiveram o prazer de trabalhar com ela, estão agora em choque com a notícia. Sabine irradiava positividade e exibia sempre o seu sorriso atrevido, independentemente do quão difícil as coisas fossem – além de que era, também, uma referência para as mulheres no mundo do automobilismo. ”