Publicidade

Com mais de 1.100 cv de potência. Red Bull prepara primeiro hiperdesportivo

Texto: Francisco Cruz
Data: 11 de Julho, 2022

Depois do projecto revolucionário, desenvolvido em conjunto com a Aston Martin, que foi o Valkyrie, eis que a Red Bull prepara aquele que será o seu primeiro hiperdesportivo, em nome próprio: o RB17. Uma proposta que se antevê hiper-exclusiva, com mais de 1.100 cv, e preço – naturalmente! – a condizer!

A notícia é avançada pela britânica Car Magazine, acrescentando que, ao contrário do que aconteceu com o Valkyrie, em que o desenvolvimento foi feito com o contributo da escuderia de F1, no caso do RB17, o projecto estará exclusivamente a cargo da Red Bull Advanced Technologies, a divisão de engenharia propriedade do gigante multinacional de refrigerantes e bebidas isotónicas.

No entanto e ao comando de todo o projecto, estará Adrian Newey, atual director técnico da equipa Oracle Red Bull Racing e um dos mais famosos engenheiros e projectistas que já passaram pela Fórmula 1. E que, de resto, já esteve envolvido na criação do Valkyrie.

Depois do Aston Martin Valkyrie, a Red Bull avança para um projecto de hiperdesportivo em nome próprio... e exclusivo
Depois do Aston Martin Valkyrie, a Red Bull avança para um projecto de hiperdesportivo em nome próprio… e exclusivo

“O RB17 representa um marco importante na evolução da Red Bull Advanced Technologies, hoje em dia capaz de criar e fabricar um carro de produção em série, no nosso Red Bull Technology Campus”, comentou já o homem forte da equipa Red Bull de Fórmula 1, Christian Horner. Acrescentando que, “além disso, o RB17 será também o primeiro carro, com a marca Red Bull, a estar disponível para colecionadores.”

Com um V8 híbrido a debitar mais de 1.100 cv

Ainda sobre este RB17 e a acompanhar o anúncio, a imagem que aqui reproduzimos e que antevê um automóvel profundamente aerodinâmico, além de e segundo confirmou já a Red Bull, uma base fabricada em composto de carbono. Isto, ao mesmo tempo que um apurado pacote de soluções de downforce, deverá contribuir para gerar uma maior força descendente.

LEIA TAMBÉM
Aston Martin Valkyrie estreou-se em pista. “Uma loucura!”, diz Verstappen

Quanto ao propulsor, ao invés de um V12, como acontece no Valkyrie, ou até mesmo de um V6 híbrido, como acontece no potencial rival Mercedes-AMG One, o RB17 deverá recorrer a um V8 híbrido capaz de oferecer uma potência acima dos 1.100 cv.

Apenas 50… ao preço de 5 milhões cada

A terminar, a garantia, desde já, de uma exclusividade traduzida em não mais do que 50 unidades, cada uma a ostentar um preço de 5 milhões de libras, perto de seus milhões de euros. Valor a que há que acrescentar ainda os impostos praticados em cada um dos países onde vier a ser comercializado…

Certamente não será assim, mas o RB17 será, garantidamente, um hiperdesportivo extremamente aerodinâmico
Certamente não será assim, mas o RB17 será, garantidamente, um hiperdesportivo extremamente aerodinâmico

No entanto e procurar atenuar, um pouco, o impacto deste último aspecto, a garantia de que, juntamente com o carro, a Red Bull pretende disponibilizar a todo um pacote de serviços personalizado, a começar no acesso a simuladores, programas de treino e de desenvolvimento de veículos, assim como experiências em pista.

Quanto à manutenção e todos outros aspectos técnicos, relacionados com o RB17, serão, igualmente, da responsabilidade da fábrica. Embora e neste caso, a Red Bull não precise se estão, ou não, já incluídos no valor da aquisição.