Mobieco

Queda dos Diesel em Portugal continua…

Texto: Nuno Fatela
Data: 23 Janeiro, 2019

Os motores a gasóleo ainda representam mais de 50% das vendas, mas perdem clientes para todas as alternativas no mercado. Os mais beneficiados com a queda dos Diesel em Portugal são os automóveis a gasolina, os veículos elétricos e os híbridos convencionais

Embora continue a ser um dos mercados europeus onde os motores a gasóleo têm mais força, mesmo em Portugal a sua procura está a descer. Embora os 121591 automóveis Diesel adquiridos no último ano representem ainda 53,2% das vendas, a verdade é que este registo significa uma queda na procura de 10,4%, em contraciclo com o aumento de 2,8% no mercado nacional em 2018. E, além disso, revela uma tendência contrária à das restantes motorizações. Os mais beneficiados com a queda dos Diesel em Portugal são os gasolina, cujas vendas cresceram 18,1%, de 75962 unidades para um total de 89748 automóveis comercializados.


Descubra quais foram os carros mais vendidos em Portugal durante 2018


Também os veículos elétricos e híbridos convencionais viram as vendas crescer perto de 2500 unidades. Os modelos de emissões 0 ganharam terreno e venderam mais unidades em 2018 que em todos os anos anteriores combinados, com o aumento de 148,4% a significar um pulo de 1640 para 4073 viaturas transacionadas. E os híbridos, onde a Toyota está prestes a alcançar um registo histórico na Europa, vêm os seus números no mercado nacional saltar das 4692 para as 7230 unidades adquiridas pelos automobilistas. Também nos bi-fuel (com gás natural ou GPL) e nos híbridos de Plug-In existiram ganhos, embora com menor expressão no volume de vendas.

Partilhar