MobiecoEscape Header

Publicidade

Depois do Reino Unido. Quebec acaba com motores de combustão em 2035

Texto: Redação
Data: 19 de Novembro, 2020

Depois do anúncio oficial do Reino Unido, eis que também a província do Quebec, no Canadá, acaba de anunciar, oficialmente, o fim das vendas de automóveis a gasolina e Diesel na região, a partir de 2035.

Segundo maior província, em termos populacionais, do Canadá, o Quebec segue, assim, aquela que parece ser uma tendência em crescimento, para já, nalgumas várias regiões e países do globo, entre as quais, o estado norte-americano vizinho da Califórnia. Cujos responsáveis tomaram já a decisão de proibir as vendas de veículos novos a gasolina, a partir de 2035.

De resto e até mesmo no Canadá, o Quebec não é a única província a enveredar por este tipo de medida mais radical, pois, também a região da Columbia Britânica se prepara para avançar com a proibição de venda e aluguer de automóveis e camiões com motores de combustão, até 2040.

LEIA TAMBÉM
Reino Unido prepara-se para confirmar fim dos motores térmicos em 2030

No caso do Quebec, o governo regional acompanha este anúncio com o lançamento de um plano de acção, no valor de 5,1 mil milhões de dólares (perto de 3,3 mil milhões de euros), visando a redução dos gases de efeito de estufa na província em 37,5 por cento, até 2030, comparativamente aos valores registados em 1990.

Também a par desta medida, o governo da província pretende renovar os apoios dados à compra e aluguer de veículos elétricos (EV), assim como para a criação de estações de carregamento públicas.

Carros Elétricos

Recordar que, neste momento, o Executivo comparticipa com um montante até 6.100 dólares (perto de 4.000 euros) na compra ou aluguer operacional de um EV novo, sendo que, o governo provincial, assumiu já, igualmente, o compromisso de eletrificar a sua frota de veículos de passageiros, tornando-os 100% elétricos até 2030. O mesmo ano em que 25% das pickups grandes terão de ser igualmente elétricas.

Segundo a Reuters, o próprio primeiro-ministro canadiano assumiu o compromisso de tomar medidas abrangentes visando o combate das mudanças climáticas no país, nomeadamente, tornando a aquisição de veículos não-poluentes mais acessível.