Mobieco

Nissan instala 100 carregadores rápidos em Portugal

Texto: Nuno Fatela
Data: 7 Fevereiro, 2019

Líder de vendas nos veículos elétricos em Portugal, e também a nível mundial, a Nissan retribui agora essa confiança e instala 100 carregadores rápidos no nosso país

Com as vendas de veículos elétricos a crescer 150% no último ano em Portugal, tendo sido vendidos tantos automóveis de emissões 0 como no conjunto de todos os anos anteriores, uma das questões fulcrais de momento é a expansão da rede de postos de carga. E se o governo e a Mobi.e já se comprometeu com este projeto, agora um fabricante também bastante interessado nesta matéria resolveu dar uma ajuda. Para tal, a Nissan instala 100 carregadores rápidos em Portugal, permitindo que eles sejam utilizados tanto pelos proprietários do Leaf (já está em comercialização a versão de maior autonomia) como por quem possua veículos elétricos de outras marcas.

 

Para este projeto a marca nipónica vai investir 2 milhões de euros, e vai aliar-se a grandes empresas como a Galp. Numa primeira fase serão instalados 20 pontos de carga nos postos de abastecimento da gasolineira, tornando mais fácil aos proprietários dos modelos de emissões 0 descobrir onde carregar a viatura. Porque, como enfatizou no Fórum de Mobilidade Inteligente da Nissan o responsável pela estratégia de eletrificação da marca na Europa, Brice Fabry, um dos objetivos deste fabricante passa por colocar os pontos de recarregamento em locais onde estejam facilmente acessíveis a todos os utilizadores.

 

António Melica, o Diretor-Geral da Nissan Portugal, revelou em entrevista à Turbo a importância que este projeto tem. Começando por enfatizar como “a infraestrutura de carregamentos rápidos é essencial para continuar a impulsionar a procura de veículos elétricos”, Antonio Melica revelou-nos ainda mais pormenores sobre este projeto. Referindo a necessidade de parceiros para instalar estes postos, o Diretor-Geral da Nissan explicou que “não trabalhamos apenas com a Galp para instalar os carregadores nas estações de serviço, especialmente para fazer percursos mais longos, mas também estamos a falar com grandes grupos de largo consumo para instalar carregadores onde há estacionamento”. Portanto, pode-se prever a futura colocação de postos em lugares com acesso alargado de público, facilitando a tarefa de carregar as viaturas.