Mobieco

Publicidade

Novo Mercedes-Benz eSprinter tem mais potência e autonomia até 400 km

Texto: Redação
Data: 7 de Fevereiro, 2023

A Mercedes-Benz atualizou a gama de comerciais elétricos eSprinter, que recebe um novo motor elétrico mais potente, alimentado por baterias de maior capacidade, as quais permitem oferecer uma maior autonomia, de até 400 km. A renovada linha motriz elétrica também possibilitou o alargamento da oferta da gama, com a introdução de mais derivativos. 

A Mercedes-Benz aumentou significativamente a potência e a autonomia da eSprinter com novos motores elétricos e pacotes de bateria, segundo avança o site especializado britânico vanreviewer.co.uk, cujo responsável George Barrow é membro da organização International Van of the Year (IVOTY).

De acordo com o site britânico, a atualização do eSprinter inclui um eixo traseiro elétrico, que além de otimizar a linha motriz, é mais leve e permite a produção de mais derivativos. Isto significa que estará disponível uma gama mais alargada que incluirá chassis-cabina, versões refrigeradas e em chassis, assim como várias distâncias entre-eixos no furgão.

Novo Mercedes-Benz eSprinter chega à Europa no início de 2024

A potência é obtida a partir de um novo motor síncrono de iman permanente que desenvolve 100 kW (136 cv) ou 150 kW (204 cv). Isto constitui um aumento significativo face aos 85 kW do eSprinter atual, cujo binário é de apenas 295 Nm em comparação com os 400 Nm do novo motor. Este último pesa apenas 130 kg, o que em conjunto com a bateria nova e mais leve ajuda o eSprinter a oferecer uma capacidade de carga até 1575 kg.

Os pesos brutos serão de 3,5 e 4,25 toneladas, enquanto a capacidade de reboque aumentou de 1500 kg para 2000 kg.

Novo líder em autonomia

O novo Mercedes-Benz eSprinter será proposto em três opções de bateria de iões de lítio com fosfato de ferro com capacidades de 56 kWh, 81 kWh e 112 kW. A nova bateria não contém cobalto nem níquel. A geração atual está disponível em duas opções de bateria com capacidades de 41 kWh ou 55 kWh.

A potência máximo de carregamento também aumentou dos atuais 80 kW para 115 kW. O eSprinter pode receber carregamentos em corrente alterna ou contínua, sendo possível recuperar entre 10% a 80% da capacidade da bateria em 28 minutos no pack de 56 kWh e em 42 minutos no pack maior de 113 kWh.   

A autonomia da bateria de maior capacidade, segundo simulações no ciclo WLTP, pode chegar aos 400 quilómetros ou aos 500 quilómetros em ciclo WLTP urbano.

A autonomia do Mercedes-Benz eSprinter foi confirmada por testes da própria marca durante uma viagem de ida e volta entre Estugarda e Munique, tendo um furgão percorrido 475 quilómetros com um carregamento. O eSprinter registou um consumo médio de 21,9 kWh/100 km e terminou a viagem ainda com o indicador do painel de instrumentos a marcar 3% de bateria restante. O teste foi realizado com um furgão L3, equipado com bateria de 113 kWh.

MBUX específico

A Mercedes-Benz tem vindo a utilizar o sistema de infoentrenimento em toda a sua gama de automóveis e comerciais, com exceção do eSprinter para preservar a autonomia. Isso, porém, deixou de ser o caso.

Assim, o novo Sprinter recebe o sistema MBUX completo, que foi atualizado para os detalhes específicos de veículos elétricos. Isto significa que o utilizador tem acesso em tempo real ao nível de carga da bateria e à autonomia. Na verdade, a marca alemã criou um indicador interativo inteligente de autonomia ligado ao sistema de navegação, com o objetivo de fornecer uma ideia mais precisa acerca do raio de ação real da bateria.

Sistema MBUX foi otimizado para o novo Mercedes-Benz eSprinter

Aquele é um dos vários sistemas que a Mercedes-Benz chama “Electric Intelligence”, que leva em consideração as condições do trânsito, a topografia para antecipar a autonomia e calcular a melhor estratégia de carregamento para permitir chegar ao destino. Pode mesmo incluir a chegada ao destino com um determinado nível de carga. Uma solução excelente quando se sabe que não será possível carregar na paragem intermédia.

O novo eSprinter irá ser o primeiro comercial elétrico global da marca alemã e começará a ser comercializado nos Estados Unidos e no Canadá antes do lançamento da Europa. A produção na Europa arranca no segundo semestre deste ano, enquanto os modelos europeus deverão chegar no início de 2024.

Gama exclusivamente elétrica em 2025

A Mercedes-Benz já vendeu mais de 30.000 comerciais elétricos e comprometeu-se a disponibilizar apenas veículos elétricos e com emissões zero a partir de 2025. Isso significa que não serão produzidos modelos com motor de combustão a partir dessa data.

O ano de 2025 também é importante porque será nessa altura que será introduzida a nova plataforma modular van.ea, a qual será a base para a nova geração da gama eSprinter, eVito e outros modelos de passageiros como o Classe V.

LEIA TAMBÉM
Novo Mercedes-Benz eSprinter chega em fevereiro com dobro da autonomia

A produção da nova geração do Mercedes-Benz eSprinter será assegurada por três fábricas: Charleston, na Carolina do Norte (Estados Unidos) para o mercado norte-americano. Os modelos europeus sairão de duas linhas de montagem na Alemanha: Ludwigsfelde para o chassis-cabina e Düsseldorf para o furgão. No total, o eSprinter será comercializado em mais de 60 mercados. Em Portugal, as vendas deverão arrancar em novembro.