Publicidade

Com a designação 43. Mercedes-AMG SL pode vir a receber bloco de 4 cilindros

Texto: Francisco Cruz
Data: 28 de Fevereiro, 2022

Depois de ter apresentado o modelo apenas nas versões ’55’ e ’63’, eis que surgem rumores de que o novo e deslumbrante Mercedes-AMG SL poderá vir a contar com um outro motor de entrada, mais… modesto. Mais concretamente, um quatro cilindros, que poderá ostentar a designação ’43’.

A notícia é avançada pelo Mercedes-Benz Passion Blog, recordando que, embora esta seja uma hipótese não muito bem vista pelos puristas, também não será a primeira vez que um SL, sinónimo de Sport Leicht, conta com um quatro cilindros – basta recordar, por exemplo, o 190 SL comercializado entre as décadas de 50 e 60, e que contava com um 1.9 litros atmosférico com 105 cv de potência.

Já sobre este novo Mercedes SL com motor de quatro cilindros, a mesma publicação avança que recorrerá ao bloco M254, o mesmo que já é disponibilizado, por exemplo, na última geração Classe C W206 e, mais especificamente, no C300 4MATIC. Anunciando aí uma potência máxima de 258 cv, mais 20 cv com a entrada do modo Boost, assim como 400 Nm de binário, mais 200 Nm no mesmo modo Boost.

O estatutário Mercedes-AMG SL pode, afinal, vir a receber um bem mais terreno quatro cilindros
O estatutário Mercedes-AMG SL pode, afinal, vir a receber um bem mais terreno quatro cilindros

Quanto a prestações, a promessa, no Classe C, de uma capacidade de aceleração dos 0 aos 100 km/h em apenas 6 segundos, além de uma velocidade máxima anunciada de 250 km/h.

No entanto e porque estes resultados poderão não corresponder, na óptica dos clientes, a um modelo proposto, apenas e só, com preparação AMG, as mesmas fontes garantem que o fabricante de Estugarda deverá equipar o M254 com um turbocompressor elétrico importado do AMG GT 63 S E Performance, a mesma solução que tem já prevista, quer para o hiperdesportivo AMG One, quer para a versão C63 do SL. Estes dois últimos, com chegada anunciada lá mais para o final de 2022.

LEIA TAMBÉM
Com capota de lona, V8 e tracção integral. Mercedes apresenta o novo AMG SL

Ainda sobre este e-turbo, a publicação refere que será desenvolvido pela Garret e que será capaz de disponibilizar, mais potência, mais cedo, eliminando, assim, grande parte do tradicional turbo lag, ou seja, a habitual, mas ligeira, demora na entrada em acção do turbocompressor.

Finalmente, o Mercedes-Benz Passion Blog acrescenta, ainda, que, a mesma solução, baseada num quatro cilindros, deverá ser adoptada pela futura versão de entrada do Mercedes-AMG GT Coupé, o qual chegará aos concessionários ainda antes deste SL 43. E com o mesmo setup.