Publicidade

High-Performance Hybrid. McLaren confirma superdesportivo híbrido para 2021

Texto: Redação
Data: 7 de Outubro, 2020

A McLaren acaba de confirmar o lançamento do seu primeiro modelo híbrido, descrito pelo fabricante de Woking como um High-Performance Hybrid (HPH), ou Híbrido de Alta Performance, já durante o próximo ano. E, desde logo, com o objectivo de fazer esquecer a já vetusta Sport Series.

Segundo a McLaren, aquele que é também apontado como um superdesportivo de nova geração, deverá ser apresentado ainda durante a primeira metade de 2021.

Quanto à motorização híbrida, solução que, até aqui, a marca de Woking apenas havia utilizado em modelos muito especiais, como o P1 ou o Speedtail, tem por base um novo V6 a gasolina.

Ainda de acordo com a McLaren, o novo High-Performance Hybrid entrou já na fase final de desenvolvimento, com o construtor a garantir, desde já, que o modelo proporcionará “níveis impressionantes de performance e uma intensidade na condução verdadeiramente única”. Sendo que, em termos de autonomia elétrica, a marca qualifica-a como “mediana”, ou seja e segundo a Autocar, que avança a notícia, na ordem dos 32 quilómetros.

Ainda de acordo com a revista, o sistema de propulsão, que tem vindo a ser testado e desenvolvido, será uma solução híbrida plug-in, com a potência, tanto do V6, como dos motores elétricos, a ser enviada exclusivamente para as rodas traseiras.

Na base, o modelo terá a nova plataforma McLaren Carbon Lightweight Architecture (MCLA), a qual a marca afirma ter sido optimizada para receber uma motorização híbrida, e que acaba contribuindo, segundo o CEO da McLaren Automotive Mike Flewitt, para “um novo tipo de McLaren para uma nova era, um fantástico carro pensado em prol do condutor, capaz de oferecer um desempenho incrível, ao mesmo tempo que oferece uma autonomia elétrica capaz de cobrir a maioria das viagens urbanas”.

LEIA TAMBÉM
Até já tem data. McLaren apresenta arquitectura que dará origem ao seu primeiro híbrido

A Autocar avança ainda que o HPH deverá posicionar-se logo abaixo do GT recentemente lançado e acima do Super Series 720S, posição até aqui ocupada pelas variantes Sports Series. Designação introduzida em 2015, mas que, assume a McLaren, deixará ser utilizada, no novo híbrido.

Decisão que, acrescente-se, faz da última edição limitada 620R, a versão final das Sports Series…