Publicidade

A fazer 3,4s nos 0-100 km/h. KTM X-Bow GT-XR é o GT2 para o dia-a-dia

Texto: Francisco Cruz
Data: 7 de Setembro, 2022

Embora mais conhecida pelo seu percurso nas duas rodas, a austríaca KTM também já colocou um pé nas quatro, nomeadamente, com o lançamento do desportivo X-Bow. Uma proposta que acaba de dar a conhecer uma nova versão que é uma espécie de GT2 homologado para estrada e capaz, entre outras alegrias, de acelerar dos 0 aos 100 km/h em tão-só 3,4 segundos!

Produzido na mesma linha de produção, em Graz, Áustria, de onde já saem as restantes versões de um desportivo que a KTM deu a conhecer, pela primeira vez, em 2008, o X-Bow GT-XR anuncia-se, contudo, como uma verdadeira máquina para as pistas, embora podendo circular nas estradas do dia-a-dia.

Como ponto de partida, surge uma monocoque em fibra de carbono, a contribuir, desde logo, para um peso total, ainda sem quaisquer líquidos, de 1.250 kg. Sendo que o KTM X-Bow GT-XR soma, depois, um generoso depósito de combustível para qualquer coisa como 96 litros e que lhe permite cumprir até 1.000 quilómetros com um só depósito.

Como propulsor escolhido, o já bem conhecido cinco cilindros em linha 2.5 TFSI turbo de origem Audi, embora, neste X-Bow, a debitar bem mais potência e binário que num “mero” RS3 ou TT RS. Mais concretamente, uma potência máxima de 500 cv às 6.350 rpm, a par de um binário total de 581 Nm, às 5.550 rpm.

LEIA TAMBÉM
KTM X-Bow GTX. Tem 600cv e, não, não é uma moto…

De resto, adquirida ao Grupo Volkswagen é, também, a caixa de velocidades, tendo a escolha recaído na não menos conhecida transmissão automática de dupla embraiagem DSG, com sete velocidades.

Graças, igualmente, a estes atributos, a promessa de uma capacidade de aceleração dos 0 aos 100 km/h em não mais que 3,4 segundos, além de uma velocidade máxima de 280 km/h. Graças, também, ao papel desempenhado por uma suspensão ajustável, tanto à frente, como atrás, e equipada com amortecedores Sachs, a suportar com conjunto com uma distribuição de pesos maior atrás, que à frente – 44 kg, contra 56 kg.

Como rodas, um set de jantes OZ Racing de 19 polegadas com pneus 235/35 à frente e de 20 polegadas com borrachas 295/35 atrás. As quais também podem esconder um sistema de travagem com discos em cerâmica… mas opcional.

Ainda a pensar na utilização do dia-a-dia, em que por vezes somos obrigados a enfrentar não apenas lombas mais salientes, como entradas de parques de estacionamento e garagem mais altos, a KTM disponibiliza ainda, como opcional, um sistema hidráulico que aumenta, temporariamente, a distância ao solo, na zona do eixo do frente. Facilitando, dessa forma, a transposição.

Relativamente à carroçaria em fibra de carbono, é pintada à mão, ao passo que, no habitáculo, existem apenas duas bacquets, além de ecrãs nos quais são projectadas as imagens captadas pelas câmaras exteriores que assumem o papel de retrovisores exteriores.

Preço? Quase 250 mil euros…

Finalmente e quanto ao preço, este KTM X-Bow GT-XR está já disponível para encomenda a um valor, ainda antes de qualquer opcional, de 248.900 Euros. Valor que, no entanto, já inclui equipamentos como, por exemplo, as jantes com rosca central, conversor catalítico e silenciador no sistema de escape em aço.

Contudo e até porque a fábrica onde os X-Bow são produzidos, tem uma capacidade de produção limitada de apenas 100 unidades ao ano, o mais certo é não só ter de esperar algum tempo até poder colocar as mãos no seu. Embora com a certeza de que também não verá muitos a circularem nas estradas pela Europa fora…

VEJA MAIS FOTOS ABAIXO