Jeep Compass Atualização

Publicidade

Jeep aprimora Compass com tecnologia e novos motores

Texto: Redação
Data: 4 de Junho, 2020

Hoje em dia americano apenas nas raízes familiares, o Jeep Compass acaba de receber uma atualização de argumentos, a que foi dado o nome de Compass 2021. E que, além de retoques no equipamento e na componente técnica, apresenta como principal motivo de interesse, a introdução de novas motorizações. Inclusive, híbridas.

Fabricado, hoje em dia, em Itália, com base na mesma plataforma do Fiat 500X, o Jeep Compass aproveitou esta iniciativa de modernização, desde logo, para uma revisão de alguns aspectos exteriores. Como é o caso das cores para a carroçaria, além de novos designs de jantes.

LEIA TAMBÉM
Jeep abre encomendas para Compass renovado com novo 1.3T e tecnologias

Ao mesmo tempo e já no interior, o SUV ítalo-americano renovou o sistema de multimédia UConnect, que passa, não só, a contar com um novo ecrã táctil cujas dimensões podem variar entre as 7 e as 8,4″, como, também, uma série de novos serviços online e aplicações de gestão do veículo. Acessíveis, inclusivamente, de forma remota e a partir, por exemplo, do sofá de casa.

Igualmente revista, foi a resposta da direcção, assim como das suspensões, sendo que, a partir de agora, o Compass passa a contar, igualmente, com um novo modo de condução “Sport”.

No entanto, mais importante do que qualquer uma destas alterações, é, sem dúvida, a introdução do novo quatro cilindros 1.3 Turbo a gasolina, naquelas que são as suas duas variantes em termos de potência – 130 e 150 cv -, acrescidas de um binário máximo de 270 Nm. Opções que, embora disponíveis apenas com tracção dianteira,  tanto podem ser combinadas com caixa manual de seis velocidades, como com transmissão automática de dupla embraiagem.

Para os aficionados do Diesel, a manutenção de um turbodiesel 1.6 de 120 cv e 320 Nm.

Seja qual for a escolha, a certeza de que todas as motorizações estarão disponíveis, a partir do momento em que esta atualização do Jeep Compass chegue aos concessionários, durante o próximo mês de julho, em todas aquelas que são as versões já conhecidas.

Já quanto às prometidas motorizações híbridas plug-in, que na marca norte-americana ostentarão a denominação 4Xe, e que, baseando-se no mesmo 1.3 Turbo, prometem, em combinação com um motor elétrico e caixa de velocidades automática, potências entre os 190 e 240 cv, só deverão estar disponíveis in loco, lá mais para  a segunda metade do ano. Ainda que e desde logo, com a prometida autonomia elétrica para cerca de 45 quilómetros…