Publicidade

Saudades do Ford Escort? Dizemos onde ainda pode comprar um, e novo!

Texto: Redação
Data: 7 de Abril, 2021

Lembra-se do Ford Escort? Pois é, já desapareceu… ou será que não?! Na verdade, não, pois existe um mercado, onde não só ainda é comercializado, como prepara nova atualização. E com painéis digitais a imitar os modelos mais recentes da Mercedes!

Outrora um familiar de referência em muitos mercados europeus, entre os quais, Portugal, o Ford Escort foi, em particular na segunda metade do século passado, um dos modelos de maior afirmação da marca norte-americana da oval azul, no Velho Continente.

Entretanto e porque os anos não perdoam, o Escort acabou conhecendo um ponto final na sua existência, já no início deste século, para ser substituído por automóveis como o Focus, mais modernos e evoluídos. Perdendo-se na espuma dos tempos como um familiar que fez a alegria de muitas famílias e condutores… Fez? Não, senhor; faz! Ou, pelo menos, na China, onde a designação segue fazendo história.

Contudo e para desgosto, em particular, dos puristas, este Ford Escort chinês, pouco ou nada tem já a ver com o saudoso Escort europeu. Desde logo, porque foi lançado no mercado há menos de uma década – mais concretamente, em 2014 -, o que fez com que tivesse de recorrer a uma outra base – a do Focus de segunda geração.

LEIA TAMBÉM
Só elétricos em 2030. Ford vai acabar com motores de combustão na Europa

Entretanto, o modelo foi já renovado em 2018, sendo que, passados mais três anos, a Ford dá agora a conhecer mais um facelift; e as novidades não faltam!

Embora mantendo muito do velho Focus na base, o agora renovado Escort surge profundamente renovado, em particular, no habitáculo, onde passa a ser possível encontrar dois generosos ecrãs digitais, a remeterem não somente para o SUV Ford Equator, como também para os novos modelos Mercedes. Já que, embora ligeiramente mais pequenos – 10,25 polegadas, contra 12,3″ das propostas alemãs -, transmitem, inclusivamente, a mesma vibração destes.

Em termos de motor, o Escort chinês anuncia-se com um quatro cilindros 1,5 litros naturalmente aspirado, a anunciar 124 cv de potência, direccionados apenas para as rodas da frente, seja através de uma transmissão manual de seis velocidades ou de uma caixa automática. Sendo que, em termos de jantes, os clientes podem optar entre rodas de 15 ou de 16 polegadas, estas últimas, apenas nas versões mais equipadas.

Anunciando um comprimento de 4,63 metros, 1,82 m de largura e 1,49 m de altura, além de uma distância entre eixos fixada nos 2,68 m, o Ford Escort chinês mostra-se, assim, ligeiramente mais pequeno que a quarta geração do Focus Sedan, disponibilizada nalguns mercados europeus. Mas também na China, onde a marca norte-americana ainda vende, aliás, outras propostas já desaparecidas, ou em vias de desaparecer, de outras regiões do globo – é o caso, por exemplo, do Mondeo, ou até mesmo do Taurus. Este último, o modelo porta-estandarte da marca no “Império do Meio”, pensado para os gestores de empresas…