Este é o chassis mais importante da Ferrari no desporto?

Texto: Nuno Fatela
Data: 17 Agosto, 2018

Embora ainda existam algumas questões por esclarecer, este poderá ser o único chassis Ferrari, de um total de cinco casos na história de Le Mans, que venceu a prova por duas vezes. Algo que significa que está neste Ferrari 275P o chassis mais importante da Ferrari no desporto…

Está a ser anunciado pela RM Sothebys para a Monterey Car Week a venda de um automóvel que pode ser o Ferrari mais importante da história da marca no desporto. Isto porque é anunciado que este chassis #0816 do Ferrari 275P das fotos conseguiu vencer por duas vezes Le Mans consecutivamente, em 1963 e 1964, um feito apenas obtido em outras quatro ocasiões. No entanto, é necessário referir que os registos da prova gaulesa apontam para vitórias de um Ferrari 250P no primeiro desses anos e de 275P no final da primeira metade da década de 60, algo que adensa o mistério.

 

Partindo do princípio de que a homologação efetuada pela leiloeira RM Sothebys em estreita ligação com a Ferrari Classiche é correta, e que toda a história bate certo, aqui fica a narrativa. Após já ter conquistado La Sarthe nas três edições anteriores, a marca transalpina preparava-se para correr com o novo 250P de chassis #0814 em 1963. No entanto, um mês antes da prova, em Nurburgring, este carro teve um grave acidente, e como ele ainda estava em reparações no mês de junho a vaga foi ocupada pelo chassis #0816 que foi guiado à vitória por Lorenzo Bandini e Ludovico Scarfiotti. Esta é a vitória homologada como obtida pelo 250P, a primeira 100% italiana por ser obtida por pilotos e carro transalpinos.

No ano seguinte, o chassis #0814 regressa à mítica prova de resistência, obtendo o seu segundo triunfo pela mão de Jean Guichet e Nino Vaccarela. O que o torna, se toda a história deste Ferrari 275P bater certo, num dos cinco chassis a conseguir vencer Le Mans por duas vezes. Uma ilustre lista que integra ainda os nomes do Bentley Speed Six (1929 e 30), do Ford GT40 MKI (68 e 69) e dos Porsches 956 (84 e 85) e TWR-WSC 95 (1996 e 1997), indica o Jalopnik. Da lista de feitos desde Ferrari 275P constam ainda dois triunfos nas 12H de Sebring, num modelo que foi guiado, além dos pilotos acima referidos, também por Bill Cooper e John Surtees.

 

As dúvidas…

O modelo terá sido mantido por mais de 50 anos pela família do colecionador Pierre Bardini, fazendo poucas aparições em público. O que ajudou seguramente a garantir que ele equipa o mesmo motor V12 3,3L de 320cv e também mantém a transmissão e carroçaria, todas elas com o número original de fabrico. Isto de acordo com a história publicada pela leiloeira…

Tendo em conta que os 275P foram desenvolvidos a partir dos 250P, a história até pode bater certo, mas esperamos que seja anunciada a homologação oficial da Ferrari Classiche para ver se tudo isto se confirma, pois existem algumas informações que apontam que o motor de 1963 tinha 3.0L e alcançava os 310cv às 7500RPM (sendo o primeiro Ferrari com um V12 em posição central), e em 1964 foi utilizado um outro com 3,3L que chegava aos 320cv nas 7700RPM. Pode até tratar-se de uma evolução do mesmo motor, mas a indicação que surge em algumas fontes é que se tratava de um novo bloco. Mas, se for mesmo tudo como a RM Sothebys conta, e as dúvidas forem esclarecidas este será, provavelmente, o chassis mais importante da história desportiva da Ferrari.

Tendo em conta a história, não admira que a RM Sothebys preveja um leilão com muitos números por este Ferrari 275P #0814, que deve chegar às dezenas de milhões de euros. Pode não se tornar no carro mais caro de sempre, um título que está na posse de um 250 GTO que recentemente trocou de mãos, mas sem dúvida que este é um exemplar único e que promete levar à loucura muitos fãs do Cavallino Rampante.

Fonte: RM Sothebys, Ferrari (250P), Ferrari (275P), Road&Track, Jalopnik, Wikipedia

Fotos: REMI DARGEGEN/RM SOTHEBY’S, via Road&Track

 

Veja também:

Teste Revista Turbo ao Ferrari Portofino
Os dez carros mais caros de sempre
Rivalidade Enzo Ferrari vs Henry Ford II recriada por Matt Damon e Christian Bale
Ferrari é a marca que mais ganha em cada carro vendido

Partilhar