Publicidade

Apenas 1000 unidades. BMW M4 CSL revelado com 550 cv

Texto: Carlos Moura
Data: 20 de Maio, 2022

A BMW acabou de revelar o muito aguardado M4 CSL, uma proposta exclusiva com motor de 550 cv, que já conseguiu bater o recorde da melhor volta para carros de produção em Nürburgring. Do BMW M4 CSL serão fabricadas apenas mil unidades para todo o mundo. 

A BMW revelou finalmente o M4 CSL que reivindica ser o modelo de produção mais próximo do congénere de pista, e também será uma proposta muito exclusiva, já que serão fabricadas apenas mil unidades para todo o mundo.

Este coupé desportivo recebeu diversos melhoramentos face ao M4 Competition, permitindo-lhe estabelecer o recorde da volta ao circuito de Nordschleife de Nürburgring para um modelo de produção com um tempo de 7m20,2 segundos.

Visualmente, as alterações introduzidas tiveram o objetivo de melhorar as prestações. Assim, a parte frontal foi otimizada para melhorar o potencial de refrigeração e a carga aerodinâmica.

O novo M4 CSL conta com circuitos de arrefecimento de alta e baixa temperatura para assegurar que os vários componentes do automóvel mantêm as temperaturas ótimas de funcionamento durante a circulação em estrada e em pista.

Só transmissão automática

Por baixo do capot encontra-se o motor biturbo de seis cilindros em linha e 3,0 litros que debita uns impressionantes 550 cv de potência e um binário de 649 Nm, disponível entre as 2750 e as 5950 rpm.

A transmissão da potência às rodas traseiras é efetuada por uma caixa automática M Steptronic de oito velocidades com Drivelogic. O condutor tem a possibilidade de optar pelo modo manual, recorrendo a patilhas atrás do volante para reduzir até a relação de caixa mais baixa possível. A transmissão também não força a engrenar mudanças acima quando se está em modo manual e em aceleração.

Segundo a BMW, o M4 CSL consegue acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3,6 segundos e para alcançar os 200 km/h são necessários apenas 10,5 segundos. A velocidade máxima está limitada eletronicamente a 307 km/h.

Cura de emagrecimento

Para melhorar as prestações, os engenheiros da BMW procuraram reduzir o peso do CSL, eliminando 109 quilos, dando a este coupé uma tara de 1605 kg.

O programa de emagrecimento incluiu a eliminação dos bancos traseiros, a mudança para um isolamento de som mais leve, a utilização de plásticos reforçados com fibra de carbono (CFRP) no interior e no exterior e a instalação de um silenciador traseiro em titânio.

As medidas de redução de peso estenderam-se aos travões de disco em cerâmica e à utilização de CFRP no capot e na tampa da bagageira.

Dois lugares no habitáculo

O habitáculo conta com apenas dois bancos, de peso reduzidos, mas possuem um design M Carbon, pensados para utilização em pista. Os assentos não têm apoio lombar, regulação elétrica ou aquecimento.

LEIA TAMBÉM
Com M xDrive de série. BMW M3 e M4 já têm versões Competition

Contudo, a BMW prevê disponibilizar assentos M Carbon com todas as regulações elétricas sem custo adicional se os bancos de série forem demasiado desconfortáveis para os utilizadores.

O bancos M Carbon possuem costas com ângulo fixo, mas contam com revestimento em pele preta Merino e inserções em Alcântara vermelha.

Suspensão específica

A suspensão também é específica, permitindo diminuir a altura ao solo em oito milímetros em comparação com o M4 Competition. A BMW desenhou muitos componentes da suspensão especificamente para o CSL, como as barras de anti-rolamento, as afinações do camber e os amortecedores.

Os sistema de travagem é constituído por discos dianteiros de 15,7 polegadas e traseiros de 15,0 polegadas. A BMW oferece duas possibilidades de afinação do pedal do travão.

Os discos de travões estão montados atrás de jantes de liga leve de 21” e 22”, revestidas por pneus Michelin Pilot Sport Cup 2 R. Os preços para Portugal não são conhecidos, embora a marca admita que os mercados principais são os Estados Unidos, o Reino Unido e a Alemanha. A produção do M4 CSL arranca em julho.