Mobieco

Publicidade

FlatHyStor. BMW e Bosch criam novas soluções de depósito para hidrogénio

Texto: Redação
Data: 21 de Fevereiro, 2022

Numa altura em que já circulam pela Europa várias unidades BMW, de pré-produção, a hidrogénio, a marca bávara está a colaborar com a Bosch, na concepção de um novo tipo de depósito para este combustível. Projecto que, acreditam os seus mentores, poderá ajudar a resolver uma das maiores limitações para  a disseminação do hidrogénio.

Ainda que algumas marcas, como é o caso da Toyota e da própria BMW, continuem a apostar no desenvolvimento de soluções com o hidrogénio, a verdade é que esta tecnologia ainda levanta várias questões.

No entanto, a BMW e a Bosch, em conjunto com a TesTneT Engineering e a Hexagon Purus, estão neste momento a trabalhar no projecto FlatHyStor, de forma a resolver o problema do armazenamento.

O BMW iX5 Hydrogen
O BMW iX5 Hydrogen

Uma vez que o hidrogénio tem de ser transportado, armazenado e reabastecido a uma pressão de 700 bares, as soluções de armazenamento para este combustível têm custos elevados. Isto deve-se não só às dificuldades de desenvolvimento, mas também aos polímeros complexos utilizados nos depósitos.

LEIA TAMBÉM
Revolucionário. Yamaha apresenta o primeiro motor V8 movido a hidrogénio

O aproveitamento do espaço no habitáculo e na mala também limita a utilização deste combustível, uma vez que a localização e formato dos depósitos não permite optimizá-lo.

De forma a contornar esta questão, o projecto FlatHyStor terá à sua disposição seis milhões de euros, além do apoio do governo alemão, para o desenvolvimento de depósitos planos de hidrogénio. De acordo com o Diariomotor, esta solução poderá permitir um aproveitamento eficiente do espaço no piso do carro, tal como já acontece com as baterias dos eléctricos

Possível desbloqueador do hidrogénio

Caso seja bem sucedido, o trabalho levado a cabo neste projecto poderá representar um grande passo em frente para a indústria automóvel.

A segunda geração do sistema de propulsão a hidrogénio da BMW
A segunda geração do sistema de propulsão a hidrogénio da BMW

Uma nova geração de eléctricos poderá, assim, integrar um depósito de hidrogénio, juntamente com as baterias, podendo ambas as alternativas alimentar o motor eléctrico.

A remoção deste obstáculo poderá ainda impulsionar o desenvolvimento de motores de combustão capazes de funcionar com hidrogénio.

Os primeiros protótipos com o novo sistema de armazenamento FlatHyStor estão previstos para o final do ano, o que poderá indicar um projecto numa fase bastante avançada.

A BMW tem sido um dos fabricantes que tem apostado no desenvolvimento e afirmação do hidrogénio na indústria automóvel
A BMW tem sido um dos fabricantes que tem apostado no desenvolvimento e afirmação do hidrogénio na indústria automóvel

No entanto, há ainda muitas incertezas em relação à implementação da célula de hidrogénio em grande escala, especialmente tendo em conta que o desenvolvimento de motores eléctricos e baterias parece ser uma prioridade para a maior parte das marcas.