Publicidade

Interiores. Audi grandsphere revoluciona o conceito de viajar em primeira classe

Texto: Ricardo Machado
Data: 3 de Setembro, 2021

Depois de um primeiro teaser, a Audi apresentou as imagens definitivas do Audi grandsphere. Parte de uma trilogia de concept cars denominada Audi sphere, iniciada com o skysphere e com conclusão prevista para 2022 com o urbansphere, o Audi grandsphere apresenta-se como um exercício de estilo sobre interiores.

Adotando uma abordagem completamente nova ao desenho de automóveis, o Audi grandsphere parte do elemento humano para a máquina. O grupo motriz e as capacidades dinâmicas deixam de ser prioridade cedendo o protagonismo ao interior.

Os ocupantes, bem como as suas necessidades e desejos, passam a definir o espaço, a arquitetura e as funções do habitáculo. Junte-se a capacidade de condução autónoma de nível quatro e encontramos um interior livre de volante ou pedais.

Volante por encomenda

Audi grandsphere
Audi grandsphere

Também não há botões e o ecrã panorâmico que atravessa todo o tablier tem um acabamento que o faz parecer mais um painel que um ecrã. Comandos físicos só mesmo nas portas para ajustar a temperatura e velocidade da climatização.

LEIA TAMBÉM
Com plataforma expansível. Audi mostra o camaleão Skysphere Concept

Para simplificar a interação com os menus do sistema operativo, o Audi grandsphere acompanha o olhar do utilizador. Tudo controlado com um piscar de olhos e sem deixar manchas de gordura no ecrã.

Audi grandsphere
Audi grandsphere

E se apetecer mesmo conduzir? Uma combinação de olhares faz recuar um painel do tablier revelando o esconderijo do volante, que se posiciona à disposição do condutor.

Concebido como um 2+2, o grandsphere não se contenta com um ambiente de classe executiva. A ideia passa por oferecer uma experiência de primeira classe.

Audi grandsphere
Audi grandsphere

Assim, ao espaço, às múltiplas regulações dos bancos ou aos filtros que garantem a qualidade do ar, o grandsphere junta dois copos de vidro e um dispensador de bebidas frias. Tudo bem arrumado no espaço da consola central tradicional.

Coupé de quatro portas

Desenhado sobre a plataforma PPE, o Audi grandsphere apresenta-se como um GT de quatro portas, com 5,35 metros de comprimento e 3,19 metros de distância entre eixos.

Audi grandsphere
Audi grandsphere

Embora o capot longo e o habitáculo recuado possam sugerir a utilização de um motor térmico com um grande número de cilindros, o grandsphere, como todo os modelos do conceito sphere, é elétrico.

Uma bateria com 120 kWh de capacidade alimenta um motor com 710 cv e 960 Nm de binário capaz de atingir os 100 km/h em menos de quatro segundos. A autonomia deverá rondar os 750 km. Tecnologia de 800 V e capacidade de receber até 270 kW de corrente contínua permitem repor a capacidade da bateria dos cinco aos 80% em menos de 25 minutos.

Audi grandsphere