Mobieco

Publicidade

Com plataforma expansível. Audi mostra o camaleão Skysphere Concept

Texto: Francisco Cruz
Data: 15 de Agosto, 2021

Depois dos teasers, a Audi acaba de dar a conhecer, na plenitude, o primeiro de três concepts com os quais antevê aquilo que serão os automóveis do futuro, na marca dos quatro anéis. A começar, pelo Skysphere Concept, um deslumbrante roadster de dois lugares 100% elétrico, cuja capacidade de aumentar a distância entre eixos, faz dele uma espécie de camaleão nos conceitos.

Desvendado, pela primeira vez, em todo o seu esplendor, o Audi Skysphere Concept beneficia desta vantagem, de poder aumentar ou encurtar, a distância entre eixos, para se transformar, tanto num Grand Tourer autónomo e confortável, como num desportivo de luxo, vocacionado para o desempenho dinâmico. E, tudo, sublinhe-se, com um simples toque num botão.

Criado no estúdio de design da Audi em Malibu, EUA, pelo responsável Gael Buzyn e respectiva equipa, o Skysphere Concept começa, no entanto, a surpreender, ainda na estética exterior. Com pormenores, como as portas com dobradiças traseiras, a remeterem para o roadster Horch 853 dos anos 30. A que a equipa acrescentou, depois, um design geral futurista, nomeadamente, através da integração de elementos que, garante o fabricante, serão integrados em futuros veículos de produção.

O Audi Skysphere Concept é inspirado no Horsch 853 dos anos 30, embora interpretado de forma futurista
O Audi Skysphere Concept é inspirado no Horsch 853 dos anos 30, embora interpretado de forma futurista

Com uma grelha frontal completa, a preencher uma frente que dá início a um longo capot dianteiro, vários LEDs criam sequências de iluminação exclusivas, com o Skysphere a exibir, ainda, um pára-brisas inclinado, integrado num perfil musculado, e com rodas de 23″ de design aerodinâmico e inspiradas nas rodas de raios do passado. Sendo que, por detrás dos encostos de cabeça, um espaço aberto, anuncia o acomodar de uma capota.

LEIA TAMBÉM
Uma espécie de A7 do futuro. Audi mostra imagens do imponente Grand Sphere

Finalmente, no deck traseiro, um revestimento em vidro a cobrir o espaço para a bagagem, ao mesmo tempo que várias unidades de LED, na área côncava, reflectem a dianteira.

Com distância entre eixos expansível

Contudo, verdadeiramente surpreendente, é a capacidade quase camaleónica que o Audi Skysphere Concept possui de expandir a distância entre eixos, num movimento em que os pára-lamas dianteiros e até mesmo o capot, avançam. Ganhando um novo elemento decorativo, logo à frente do pára-brisas, que até aí permanecia escondido.

Com plataforma extensível, o Audi Skysphere Concept ganha 250 mm entre o pára-brisas e o eixo dianteiro, quando no modo GT
Com plataforma extensível, o Audi Skysphere Concept ganha 250 mm entre o pára-brisas e o eixo dianteiro, quando no modo GT

Com este crescimento de 250 mm no comprimento total, o concept passa a medir, com o modo GT accionado, 5,19 metros, ou seja, tanto quanto um A8 Longo. Já no modo Sport, o comprimento encurta para os 4,94 metros, mantendo, no entanto, a imponente largura de 2,00 metros, assim como uma altura de 1,23 m.

Elétrico, pois claro!…

Em termos de propulsão, a opção por um único motor elétrico, disposto no eixo traseiro, a debitar 632 cv de potência e 750 Nm de binário. Valores que, entre outras prestações, lhe permitem acelerar dos 0 aos 100 km/h em 4 segundos.

O Audi Skysphere é um concept 100% elétrico de tracção traseira
O Audi Skysphere é um concept 100% elétrico de tracção traseira

Equipado com uma bateria de, pelo menos, 80 kWh, posicionada logo atrás do habitáculo, o Audi Skysphere Concept pode ainda receber módulos adicionais, cuja integração é feita sob o túnel central e entre os bancos, passando, dessa forma, a anunciar uma autonomia exclusivamente elétrica acima dos 500 km WLTP. Fruto, também, de um peso bruto a rondar os 1.800 kg, 60 por cento do qual, sobre o eixo traseiro.

O Skysphere recorre, ainda, à versão mais recente da suspensão pneumática adaptativa com três câmaras da Audi, baseada numa geometria de duplo triângulo, com o carro a poder diminuir a distância ao solo em 10 mm, também como foram de alterar as características de condução.

As portas de abertura contra o sentido da via são um dos aspectos "importados" do Horsch 853
As portas de abertura contra o sentido da via são um dos aspectos “importados” do Horsch 853

Aliás e nesse mesmo domínio, destaque para a presença de um sistema de quatro rodas direccionais, assim como de um sistema steer-by-wire totalmente personalizável.

Com habitáculo também ele configurável

Mas se, exteriormente, o Audi Skysphere Concept consegue variar as dimensões entre um Grand Tourer e um Desportivo, tal qualidade acaba tendo os seus reflexos camaleónicos, também no interior do habitáculo. O qual varia entre um interior mais espaçoso, sem volante ou pedais, e com um enorme ecrã de infoentretenimento de 1,415 metros a cobrir todo o tablier, quando no modo GT de condução autónoma, enquanto, no modo Sport, um ambiente em que passa a contar com volante e pedais, ao mesmo tempo que parte do tablier se move, em conjunto com a consola central, em direcção ao condutor, para criar um cockpit.

O Audi Skysphere Concept na configuração Sport, com volante e consola
O Audi Skysphere Concept na configuração Sport, com volante e consola

Finalmente e ainda no interior, um design inspirado na Art Déco, com assentos confortáveis, além de revestimentos de origens ambientalmente sustentáveis.

Para passar à comercialização?

Infelizmente e pelo menos por enquanto, a resposta da Audi parece ser não. Ainda que, com o porta-voz da Audi a não deixar de recordar o conhecido ditado, “Nunca digas nunca”.

No entanto e pelo menos para já, o Audi Skysphere Concept é “apenas um conceito”, que procura mostrar tudo aquilo que é possível levar a cabo, ainda que e no caso da distância entre eixos expansível, a necessitar de alguns anos de desenvolvimento, de forma a que seja possível cumprir os regulamentos de segurança.

Deslumbrante, o Audi Skysphere dificilmente se tornará num modelo de produção... por questões relacionadas com a segurança
Deslumbrante, o Audi Skysphere dificilmente se tornará num modelo de produção… por questões relacionadas com a segurança

Pelo contrário, soluções como a grade única iluminada ou o tratamento especial da superfície da carroçaria, são desenvolvimentos que a Audi promete adoptar já em próximos modelos de produção.

Quanto à condução autónoma de Nível 4, a previsão é de que possa ser disponibilizada em veículos de produção, a partir da segunda metade da presente década.

O que (ainda) aí vem

Entretanto e depois da apresentação do Skysphere, a Audi prepara já os próximos dois concepts a apresentar: a limousine Grandsphere, prevista para o final de 2021, e o hatchback Urbansphere, cuja chegada deverá acontecer durante o próximo ano de 2022.