Mobieco

Publicidade

Apple está a preparar lançamento de automóvel autónomo em 2024

Texto: Carlos Moura
Data: 25 de Dezembro, 2020

A Apple pretende lançar o seu primeiro automóvel de passageiros em 2024, utilizando a sua própria tecnologia de bateria para reduzir “radicalmente” o preço deste componente essencial para veículos elétricos.

Projeto Titan é o nome interno da Apple para o primeiro automóvel que está a ser desenvolvido pela tecnológica norte-americana desde 2014. 

O carro da Apple irá estar equipado como tecnologia de condução autónoma e vai utilizar uma exclusiva bateria “monocélula” que utiliza células maiores para permitir packs com maior densidade energética com o objetivo de assegurar uma autonomia maior do que as células múltiplas utilizadas pelos automóveis elétricos atuais. 

A Apple está a fazer experiências com baterias de fosfato de iões de lítio como alternativa às de iões de lítio, uma vez que são menos suscetíveis de sobreaquecimento.

Alguns componentes, como sensores LIDAR utilizados para a funcionalidade de condução autônoma, serão fornecidos por parceiros externos, apesar da Apple ter projetado os seus próprios sensores LIDAR para os mais recentes modelos iPhone e iPad Pro.

Produção por fornecedor externo

Assim como sucede com a gama de produtos de eletrónica de consumo da Apple, a produção do carro da marca de Cupertino deverá ser entregue a um parceiro. Este modelo deveria começar a ser produzido em 2024, embora a Apple já admita um adiamento para 2025 devido a atrasados originados pela pandemia de Covid-19.

O projeto está a ser liderado por Doug Field, um antigo engenheiro de hardware da Apple que voltou a ser contratado em 2018 após uma passagem pelo departamento de engenharia da Tesla. A equipa de desenvolvimento é constituída atualmente por 200 pessoas, que agora estão a trabalhar na área do software.

LEIA TAMBÉM
Apple investe em sistemas autónomos

A produção de um automóvel de passageiros poderá ser uma reviravolta para a Apple, depois de ter confirmado anteriormente que tinha abandonado os planos para construção de um carro autónomo em 2017.

Em declarações à Bloomberg nessa altura, o CEO da Apple, Tim Cook, explicou que a empresa estava totalmente concentrada no desenvolvimento de um sistema de condução autónoma, uma “tecnologia fundamental” que é considerada como muito importante.