Publicidade

Até mesmo o SUV. Futuros Alpine vão ter aerodinâmica importada da F1

Texto: Francisco Cruz
Data: 31 de Março, 2022

A preparar um reforço da sua gama, a qual será feita através da introdução de um SUV, a Alpine está já a recorrer à sua escuderia no Mundial de Fórmula 1, com o objectivo de desenvolver a aerodinâmica a aplicar nos seus futuros modelos. Entre os quais, um SUV.

O desenvolvimento deste novo pacote aerodinâmico esteve a cargo da equipa de engenheiros que fazem parte da escuderia de Fórmula 1 Alpine. Isto, com o propósito último de, através da aplicação dos conhecimentos ganhos na disciplina maior do automobilismo de velocidade, garantir uma eficiência em termos aerodinâmicos capaz de melhor a eficácia e autonomia dos trens de força elétricos.

A revelação foi, de resto, feita pelo director técnico da Alpine F1, Matt Harman, em declarações à britânica Autocar, garantindo que “o grupo de aerodinâmica A522 baseado em Enstone [Reino Unido] acaba de finalizar um projecto específico para carros de estrada da Alpine, sendo que estamos prestes a embarcar num novo desafio”.

A Alpine F1 Team vai passar a participar de forma mais próxima nos futuros modelos da marca de Dieppe
A Alpine F1 Team vai passar a participar de forma mais próxima nos futuros modelos da marca de Dieppe

Segundo Harman, “temos vindo a promover a ligação entre estes dois grupos [técnicos da Alpine e os técnicos de aerodinâmica do departamento A522], tanto em termos físicos, como em áreas como a da dinâmica de fluídos computacional” e “a colaboração tem sido muito boa, até para os responsáveis pela aerodinâmica, ao proporcionar-lhes um novo ângulo de abordagem. De resto, eles gostam, verdadeiramente, de trabalhar neste tipo de projectos, pelo que vamos promover essa proximidade, inclusivamente, alargando ainda mais a nossa experiência em engenharia aos carros de estrada”.

LEIA TAMBÉM
Alpine em ascensão. Marca francesa com “excelente crescimento” em 2021

Quanto aos dois projectos a que este responsável se refere, a Autocar avança que, no primeiro caso, trata-se da versão mais radical do futuro Renault 5, cujo lançamento está previsto para 2024. Ao passo que, o segundo projecto, deverá ser o primeiro crossover na oferta da Alpine, para já conhecido como GT X-Over, previsto para 2025.

Finalmente e a este último, seguir-se-á o sucessor do atual A110, que o fabricante de Dieppe continua a desenvolver em conjunto com a britânica Lotus.

A Alpine vai desenvolver uma versão mais desportiva do futuro Renault 5
A Alpine vai desenvolver uma versão mais desportiva do futuro Renault 5

Igualmente ouvido pela Autocar, o CEO da Alpine, Laurent Rossi, garantiu que “queremos aproveitar o élan dado pela F1″.  Acrescentando que, “estamos já a fazer, neste momento, o aproveitamento da tecnologia de gestão das baterias utilizada na F1, uma vez que, ter um carro híbrido na Fórmula 1 ou um veículo elétrico na estrada, é basicamente a mesma coisa”.