Publicidade

É o fim… Alfa Romeo obrigada a acabar com a matrícula ao lado

Texto: Francisco Cruz
Data: 29 de Maio, 2024

Se, tal como nós, sempre apreciou a pinta que a chapa de matrícula à esquerda dá aos Alfa Romeo, então, temos a certeza de que também vai lamentar a notícia segundo a qual a marca italiana vai ter de desistir dessa solução estilística. Porquê? A segurança dos peões, alegam…

A notícia está a ser avançada pela britânica Autocar, com base em declarações prestadas pelo director de design da Alfa Romeo, Alejandro Mesoneros-Romanos.

Haverá algo mais emblemático num Alfa Romeo que a matrícula descentrada? Difícil, muito difícil...
Haverá algo mais emblemático num Alfa Romeo que a matrícula descentrada? Difícil, muito difícil…

Apontando o dedo ao novo Regulamento Geral de Segurança para Veículos Novos da União Europeia, o qual defende que a colocação da chapa da matrícula ao centro da frente do veículo diminui o riscos de lesões no caso de embate em peões, Mesoneros-Romanos assume que a Alfa Romeo já começou a adaptar-se aos novos tempos. Nomeadamente, no novo crossover Junior, ex-Milano, em que a chapa de matrícula já surge ao centro do pára-choques.

LEIA TAMBÉM
Motivos de inspiração não faltam! Alfa Romeo prepara já nova edição limitada

Neste caso, porém, a medida acabou não prejudicando grandemente o emblemático scudetto (escudo) que faz parte da imagem da marca de Arese, até porque os designers conseguiram colocar a placa numa posição substancialmente mais baixa, na parte inferior do pára-choques dianteiros.

No entanto e numa altura em que o fabricante está a trabalhar na próxima geração, tanto da berlina Giulia, como do SUV Stelvio, esta obrigatoriedade terá já levado à necessidade de proceder a uma nova interpretação do referido escudo. Segundo o director de design, optando por um elemento totalmente fechado, até porque, recordou Mesoneros-Romanos, os dois modelos não terão qualquer motor de combustão a necessitar de refrigeração.

O Milano, agora Junior, foi o último Alfa Romeo “desavindo”, no que à posição da matrícula diz respeito…

De resto e, confessamo-lo, para nossa tristeza, o designer não deixa de assumir a sua concordância com a medida, uma vez que “permitir-nos-á apresentar uma simetria, seja em que situação for. O que, confesso, deixar-me-á feliz – sou uma das pessoas que gosta da placa de matrícula ao meio”.

No entanto e seja qual a preferência, a verdade é que a frente assimétrica dos Alfa Romeo já existe desde a década de 50 do século passado, ainda que, pontuada por alguns modelos “desavindos”, mas nem por isso menos emblemáticos – foi o caso do SZ ou do GTV, ambos com placa de matrícula ao centro, mas também do Montreal, do Alfetta e do Alfasud.

Nós, contudo, vamos ter saudades…