Mobieco

Publicidade

Sem alterações no sistema EV. Volkswagen ID.4 vai correr a Baja 1000

Texto: Francisco Cruz
Data: 26 de Abril, 2021

Numa altura em que inicia a comercialização do modelo de estrada em vários mercados mundiais, a Volkswagen acaba de dar a conhecer aquela que é, pelo menos para já, uma versão única do seu crossover elétrico ID.4. A qual, concebida para a competição, vai estrear-se, ainda este ano, na californiana Mexican 1000, mais conhecida como Baja 1000.

Versão altamente modificada do crossover elétrico que se prepara para começar a chegar às estradas, também, de Portugal, este Volkswagen 100% elétrico e muito especial, foi transformado pela empresa norte-americana Rhys Millen Racing. Tendo como ponto de partida a versão de tracção apenas traseira e bateria mais potente (77 KWh), do ID.4 de produção.

Ainda assim e segundo garante, desde logo, a marca alemã, o sistema de propulsão original, a debitar 204 cv, não sofreu, nesta adaptação, a mais pequena alteração.

Pelo contrário, já a suspensão, assim como o interior, foram substancialmente modificados, de forma a conseguirem enfrentar a famosa prova com mais de 1.836 quilómetros. E durante a qual os seus criadores esperam que este ID.4 mostre “capacidades e desempenho consentâneos com os de um EV, num território extremo”.

LEIA TAMBÉM
ID.4 GTX. Volkswagen mostra teaser do primeiro dos futuros GT elétricos

Entre as alterações realizadas, surgem protecções acrescidas na parte inferior da carroçaria, de forma a preservar a integridade das baterias, ao mesmo tempo que os sistemas de aquecimento e ar condicionado deram lugar à instalação de uma gaiola de protecção completa, assentos de competição e aparelhagem de telemetria, para a corrida.

Mudados, foram, também, os amortecedores, com o ID.4 a receber soluções específicas para uma prova como a Baja 1000, ao mesmo tempo que, o radiador, foi elevado para aumentar a distância a que fica do solo. Já as rodas de 19″, propostas de origem, foram trocadas por jantes de 18″, mas com pneus para competição off-road.

Também graças a todas estas transformações, uma vez instalado aos comandos, o piloto fica cerca de 5 cm acima da altura máxima do modelo de produção.

Aliás e ainda sobre o condutor escolhido para levar este ID.4 de competição até ao fim, a Volkswagen revela que será o piloto americano Tanner Foust, cuja equipa prevê, desde já, conseguir cumprir até 98% das etapas do rali, sem qualquer paragem para carregar as baterias.

Ainda assim e quando necessário, o recarregar das baterias será feito recorrendo a um dispositivo portátil, alimentado a biocombustível, capaz de garantir uma potência máxima de carga de 50 kW.

Responsável pelas transformações feita no ID.4, Rhys Millen veio já afirmar que “é preciso muita confiança e preparação, para apresentar um veículo de série, à partida para uma corrida como esta. Especialmente, tratando-se de um elétrico, como o ID 4″.

Recorde-se que a Volkswagen conta já com uma longa história nesta Baja 1000, especialmente, depois de um buggy Meyers Manx, baseado no Beetle, ter vencido o evento inaugural, em 1967.

Contudo, esta é a primeira vez que a marca alemã participa, com um veículo 100% elétrico.

Apesar deste facto, o mesmo Rhys Millen também já confessou que, “ficámos agradavelmente surpreendidos, com o quão bem o ID.4 se adaptou ao terreno.”