Publicidade

Para carros autónomos? Volvo regista patente de volante deslocável

Texto: Redação
Data: 8 de Outubro, 2020

Pensado, ao que tudo indica, para aplicação nos carros autónomos do futuro, a Volvo acaba de avançar com o registo de uma patente de um volante que pode “viajar” ao longo do tablier, passando da esquerda para a direita, e vice-versa.

O pedido de registo de patente terá sido feito, segundo as últimas informações, junto do organismo norte-americano para o efeito, o United States Patent and Trademark Office, ainda no início de 2019. Embora tenha sido divulgado apenas no passado mês de setembro.

De resto e de acordo com as ilustrações que acompanham o pedido de registo, a solução encontrada pela Volvo faz deslocar não apenas o volante, como também e em conjunto, o painel de instrumentos. Permitindo, assim, que tanto possa conduzido pelo ocupante do banco à esquerda, como pelo da direita.

A permitir tal solução, o facto do veículo contar com vários componentes com ligação by-wire, ou seja, sem uma ligação física entre os controlos e os sistemas que operam. Como é o caso não só da direcção, como também da travagem e do acelerador.

LEIA TAMBÉM
Nokia ganha processo judicial sobre patentes à Daimler

Mercê da inexistência de ligações físicas, o condutor pode, por exemplo, deslocar o volante e painel de instrumentos para o lado, entregando a condução ao próprio veículo. Ou, até mesmo, posicioná-los ao centro, adoptando assim uma posição de condução central, um pouco à imagem, por exemplo, do McLaren F1.

Quanto aos pedais, a Volvo poderá recorrer a uma tecnologia de almofadas sensíveis à pressão, ou seja, sensores accionados, hidráulica ou pneumaticamente, instalados em ambos os poços frontais. Sendo que o sistema central passaria a accionar apenas aqueles que estivessem do mesmo lado em que estivesse o volante.

De resto e como o site Autoblog faz questão de salientar, esta poderá ser uma solução mais barata do que o volante retráctil, passível de ser integrado no tablier quando não em uso, e que é a solução preconizada por alguns protótipos de veículos autónomos já apresentados.

Ao mesmo tempo e com a solução de um volante deslocável, a Volvo consegue poupar em custos de desenvolvimento, já que deixa de necessitar de conceber soluções específicas, para mercados com volante à esquerda, e com volante à direita.