Publicidade

Edison Motors não cumpriu. SsangYong procura já novo dono

Texto: Francisco Cruz
Data: 30 de Março, 2022

Marca automóvel sul-coreana que chegou a ser comercializada em Portugal, a SsangYong atravessa, hoje em dia, um período difícil, estando à procura de novo dono. E, especialmente, depois do último interessado, a Edison Motors, ter falhado o compromisso assumido para a concretização do negócio.

A informação sobre o falhanço da compra do construtor automóvel sul-coreano, por parte do fabricante de autocarros elétricos Edison Motors, foi divulgada pela própria SsangYong Motors. Com algumas fontes não-identificadas a apontarem como culpado o potencial comprador, que não terá entregue, dentro do prazo estipulado, as verbas acordadas.

Assim e perante o sucedido, os responsáveis da SsangYong informam, ainda, que estão já no terreno à procura de novos interessados no fabricante sul-coreano de automóveis.

A segunda geração do Korando foi um dos modelos da SsangYong que chegou a ser comercializado em Portugal
A segunda geração do Korando foi um dos modelos da SsangYong que chegou a ser comercializado em Portugal

Recordar que as conversações entre a SsangYong e a Edison Motors terão começado em outubro de 2021, a que se seguiu, já em janeiro de 2022, a assinatura de um contrato de compra e venda.

Segundo esse princípio de acordo, a Edison Motors deveria pagar qualquer coisa como 305 mil milhões de won (pouco mais de 227 milhões de euros) pela SsangYong, sendo que, 10% desse valor, terá sido pago à cabeça. Quanto ao restante, teria de ser depositado até ao dia 25 de março de 2022, algo que, pelos vistos, não terá acontecido.

LEIA TAMBÉM
Com o beneplácito da Jeep? SsangYong desvenda o futuro X200

Recordar, ainda, que a indiana Mahindra é, atualmente, o accionista maioritário da SsangYong, com 75 por cento do capital accionista. Posição que, recorde-se, adquiriu em 2010, para, apenas 10 anos passados, dar entrada com um pedido de protecção judicial contra credores, com base no argumento da incapacidade do fabricante sul-coreano de fazer face aos seus compromissos.

A partir daí e sem que conseguisse encontrar um interessado, a SssanYong acabou sendo alvo de uma liquidação judicial, em abril de 2021.

Com vendas a crescerem na Europa

Apesar de todas estas incidências, a Automotive News Europe destaca o facto da SsangYong ter vendido, em 2021, qualquer coisa como os 84.496 veículos, ou seja, menos 21% que em 2022. Isto, apesar de, na Europa, as vendas continuarem a crescer a uma média de 15% ao ano, ainda que com os números a continuarem bastante baixos, com um total de 11.130 veículos em 2021.

A variante 100% elétrica do novo SsangYong Korando
A variante 100% elétrica do novo SsangYong Korando

De resto, a marca sul-coreana não tem deixado de renovar a sua oferta, nomeadamente, com o lançamento do novo Korando, do renovado Tivoli, de um Rexton substancialmente evoluído e, inclusivamente, de uma versão totalmente elétrica do já referido Korando.

A par destas novidades, o fabricante deu ainda a conhecer teasers dos futuros todo-o-terreno X200 e J100, nas carroçarias SUV e pickup, cuja apresentação deverá ocorrer ainda em 2022.

Aliás e com tantas novidades, só resta mesmo surgir um comprador capaz de garantir o pagamento das dívidas, para que SsangYong continue a crescer…