Publicidade

Exigente como poucos. Conheça o Nevera do patrão da Rimac!

Texto: Francisco Cruz
Data: 6 de Junho, 2024

Última criação da marca de hiperdesportivos elétricos Rimac Automobili, o Nevera é um elétrico com um preço base de 1,7 milhões de euros, altamente personalizável. Tanto que, o fundador e proprietário do fabricante, Mate Rimac, decidiu encomendar um para si próprio, mas que terá sido tudo menos fácil de conceber, para a equipa de produção!

O desabafo, quanto ao nível de exigência e personalização apresentado para este Nevera, foi feito pelo próprio Mate Rimac, que, assumindo não ter sido o cliente mais fácil que já apareceu em Sveta Nedelja, cidade na região metropolitana de Zagreb, capital da Croácia, onde se situa a Rimac Automobili, não deixou de elogiar o excelente trabalho feito pela equipa que produz o impressionante hiperdesportivo elétrico.

Sobre esta unidade, vale a pena começar por destacar a escolha de Mate de manter certas zonas da carroçaria construída em fibra de carbono sem qualquer pintura, enquanto a restante exibe uma tonalidade de vermelho que, inclusivamente, se faz notar no emblema personalizado.

LEIA TAMBÉM
Só não será aquilo que esperaríamos! Rimac anuncia novo modelo já para Junho

Igualmente únicas, são as bandeiras croatas pintadas à mão nos retrovisores, assim como o relâmpago escondido sob o spoiler traseiro e que procura aludir às repentinas e fortes tempestades que se manifestam no Mediterrâneo e que ajudaram a dar nome ao Nevera.

A rapariga de Solin

Já no interior, uma decoração assimétrica em preto fosco de um lado e vermelho do outro, complementada com vários motivos, costurados à mão, presentes nos apoios de braço, de cabeça e para os joelhos. Sendo que, um desses motivos únicos, é a representação de Solinjanka, a rapariga de Solin, baseada numa escultura que se encontra no Museu Arqueológico de Zagreb.

“A verdade é que é uma experiência algo maluca, sermos clientes da nossa própria empresa”, afirma Mate Rimac, assumindo, no entanto, que, “provavelmente, eu também não fui o cliente mais fácil”.

No entanto, tudo decorreu “como habitualmente acontece com todos os nossos clientes – começou num processo de co-criação e partilha de ideias, que em seguida foram sendo evoluídas e aperfeiçoadas, até que tenhamos um Nevera diferente de todos os restantes e que diga algo de muito próprio, ao seu proprietário”.

“No meu caso, o resultado final é não apenas óptimo, na minha opinião, como conta uma história importante para mim”, sentenciou.

Assim, igual a todos os restantes 149 Nevera, o Rimac de Mate apenas tem o trem de força composto por quatro motores elétricos de íman permanente e refrigerados a óleo, um em cada roda, capazes de garantir uma potência máxima combinada de 1914 cv e um binário máximo de 2.360 Nm. Números que, em conjunto com uma bateria de 120 kWh, prometem uma capacidade de aceleração dos 0 aos 100 km em tão-só 1,75 segundos, assim como uma velocidade máxima de 412 km/h… ou 276 Km/h em marcha-atrás