Publicidade

Renault Portugal tem nova administradora-delegada

Texto: Carlos Moura
Data: 15 de Setembro, 2020

Zineb Ghout foi nomeada administradora-delegada da Renault Portugal, tendo assumido o exercício do cargo no início de setembro.

Em substituição de Fabrice Crevola, que foi chamado a desempenhar outras funções no Grupo Renault, Zineb Ghout foi nomeada administradora-delegada da Renault Portugal, tendo assumido o cargo no dia 1 de setembro.

De nacionalidade francesa é diplomada pela “École Supérieure de Commerce de Toulouse” e possui um Executive Master in Business Administration. Iniciou carreira na Renault em 2003 como como chefe de produto júnior na sede do construtor, em Paris.

Quatro anos depois teve a sua primeira experiência internacional na Renault Argélia, onde permaneceu durante sete anos, desempenhando vários cargos, entre os quais, o de Diretora de Marketing da filial argelina, entre 2011 e 2014.

LEIA TAMBÉM
Renault dá incentivos ao abate e portagens zero em 2020

De regresso a França desempenhou o cargo de Diretora da Renault Retail Group para vários estabelecimentos da região de Paris.

Responsável ibérica de marketing

Em 2017, foi nomeada Diretora de Marketing para o território da Península Ibérica, com responsabilidade dos mercados espanhol e português, cargo que desempenhou até esta sua nomeação como Administradora-Delegada da Renault Portugal, SA.

“Assumir a condução dos destinos da Renault Portugal é uma grande responsabilidade. A Renault tem, em Portugal, uma posição de liderança de mais de duas décadas, que faz dela uma referência incontornável do mercado”, afirma Zineb Ghout.

“O Grupo Renault vai atravessar um período de grandes mudanças, e considero que o meu principal desafio como líder da Renault Portugal é o de promover a mudança que tornará ainda mais fortes as marcas do Grupo Renault”, acrescenta a nova administradora-delegada da marca francesa no nosso país.

“Tenho a certeza que, com a qualidade dos profissionais da Renault Portugal e da sua Rede de Distribuição, conseguiremos que o Grupo Renault seja a referência incontestada do setor automóvel em Portugal”, conclui.