Portugal no pódio de concurso Land Rover

Texto: Nuno Fatela
Data: 21 Abril, 2019

No ‘Schools Technology Challenge’, organizado pela Land Rover, a equipa Xtreme-K formada por alunos da Escola Secundária de Ponte de Lima, obteve o terceiro lugar

Realizado para desafiar alguns dos “maiores talentos em engenharia”, o concurso Schools Technology Challenge da Land Rover teve a participação de 110 estudantes de 14 países diferentes. E neste evento realizado em Coventry, na Universidade de Warwick, a equipa portuguesa teve um excelente desempenho. Além de ter ficado com o terceiro lugar da competição, os alunos da Escola Secundária de Ponte de Lima, a equipa Xtreme-K, foi a que obteve maior número de vitórias nas diferentes categorias.

Este concurso consistia em reescrever códigos de software, otimizando os veículos 4×4 à escala que eram posteriormente guiados por controlo remoto numa pista. O circuito, criado para simular alguns dos desafios colocados aos SUV da Land Rover, passava pelo interior e exterior de um Evoque. Formada por jovens de 17 e 18 anos, a Xtreme-K ficou com o terceiro posto, atrás dos representantes da Grécia e Malásia, e o lugar cimeiro nas categorias “melhor desempenho de reboque”, “melhor rendimento em pista” e “desafio do reboque”.

 

A Land Rover afirma que o Schools Technology Challenge pretende inspirar a futura geração de engenheiros para desafios como a condução autónoma. Aliás, o próprio formato da competição, com a escrita de códigos de programação, faz parte do caminho a cumprir para chegarem os veículos não-tripulados. Para se perceber a enormidade dessa tarefa, a marca britânica fez uma curiosa comparação. Ela explicou que a condução autónoma necessita perto de um milhão de linhas de código, bem mais que as 145.000 linhas escritas para pousar a Apollo 11 na superfície lunar.